• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Audifax e Vidigal trocam acusações em debate na Rede Vitória

Política

Audifax e Vidigal trocam acusações em debate na Rede Vitória

Candidatos a prefeito da Serra, Audifax Barcelos e Sergio Vidigal trocaram acusações sobre suas gestões à frente da administração da cidade

Os candidatos se enfrentaram nesta terça-feira. Foto: ​Everton Nunes

Os candidatos a prefeito da Serra, Audifax Barcelos (REDE) e Sergio Vidigal (PDT), trocaram acusações sobre suas gestões à frente da administração da cidade, durante o debate promovido pela Rede Vitória na noite desta terça-feira (18). 

Perdeu o debate? Assista aqui.

Sobre o tema saúde, Vidigal disse que a Serra enfrenta um caos e acusou o prefeito de acabar com a Central de Ambulância e de reduzir as especialidades ofertadas.

Em resposta, Audifax disse que a cidade ampliou em quatro vezes o investimento na compra de medicamentos para a população, mas reconheceu que é preciso avançar na área, com melhoria do atendimento básico.

Em seguida, o redista acusou o deputado federal de ter deixado a Serra entre as dez piores cidades do país na área da Saúde, segundo levantamento do Ministério.

Vidigal citou avanços, em sua gestão, no índice de mortalidade infantil e disse que é preciso resolver a ampliação do índice da mortalidade materna que teria ocorrido na gestão de Barcelos. Em seguida, os candidatos disputaram a paternidade do Hospital Infantil do município.

Na área da Segurança, Sergio Vidigal se disse favorável à implantação da Guarda Municipal e defendeu a ampliação do videomonitoramento. "Hoje infelizmente temos mais de 60 câmeras que não estão funcionando por falta de manutenção", disse em tom de denúncia. Já Audifax acusou os vereadores do PDT de terem tentado impedir a criação da guarda armada na cidade. 

Em mobilidade urbana, o prefeito relatou que teve uma reunião com taxistas e disse que entende que é preciso avançar no sistema de cobrança de imposto dos sistemas de transporte individual privado, como o Uber. Já o deputado do PDT se mostrou mais resistente à nova modalidade via aplicativo. "Hoje tenho muita preocupação com aplicativos. Defendo que a própria categoria [de taxistas] faça aplicativo próprio", disse.

Em Educação, Audifax Barcelos afirmou que Vidigal não assinou carta de compromisso porque sabia que havia atrasado o ticket dos servidores da educação na época em que era prefeito. Neste momento, Sergio chamou o candidato da REDE de mentiroso, afirmando que ele sabe de seu compromisso com a Educação por ter sido seu secretário. "Ele mente copiosamente, com a cara mais limpa que tem. Quero passar para ele o documento com 16 EMEIs que fizemos. Tudo com recurso próprio", alfinetou Vidigal.

Logo em seguida, Audifax prometeu escola em tempo integral e melhora de salário para os educadores. "Você sabe que neste mandato teve uniforme, não faltou merenda", disse Audifax voltado para o eleitor. "Não vou entregar nenhuma obra parada", alfinetou em seguida, após acusar o pedetista de ter deixado dezenas de obras abandonadas na cidade.

Debate em Cariacica

Nesta quarta-feira (19) será a vez dos candidatos a prefeito de Cariacica, Juninho (PPS) e Marcelo Santos (PMDB), debaterem as propostas para a cidade. O debate terá início às 19h15, dentro do Jornal da TV Vitória, com transmissão também pelo Folha Vitória e pelo Facebook do jornal online.