União oficializa cessão do Centro Cultural Carmélia ao governo do Estado

Política

União oficializa cessão do Centro Cultural Carmélia ao governo do Estado

Espaço, que já sedia a TV Educativa, será reformado para também receber a Rádio Espírito Santo e um complexo cultural, com salas de exposição e teatro

Foto: Divulgação / Governo do ES

Após a União autorizar, no início do mês, que o Complexo Cultural Carmélia Maria de Souza, em Vitória, fosse cedido para o governo do Espírito Santo, o negócio foi oficializado na tarde desta quinta-feira (14), com a assinatura do contrato de cessão.

A novidade foi anunciada pelos secretários estaduais de Cultura, Fabrício Noronha, e de Turismo, Lenise Loureiro, em suas redes sociais.

Noronha destacou que o espaço, que já sedia a TV Educativa, será reformado para também receber a Rádio Espírito Santo, que atualmente funciona na Reta da Penha, também na capital, e um complexo cultural, que contará com salas de exposição e teatro.

Já Lenise Loureiro destacou que o Centro Cultural Carmélia vai integrar o projeto da Cidade Administrativa, do governo estadual, no Centro de Vitória.

"O teatro será aberto para visitação, espetáculos culturais e transmissão de programas o tempo inteiro, fazendo dinâmico esse espaço", ressaltou.

Segundo informações da Coluna Pedro Permuy, a expectativa é de que a reforma no centro cultural comece pelo telhado e forro do imóvel, além de limpeza e ajustes na calçada.

"Depois de muito esperarmos, conseguimos a concessão. Já me adiantei e celebrei um contrato de limpeza do telhado, calçada e agora iremos contratar projetos para levar a rádio", afirmou Lenise Loureiro à coluna, na semana passada. 

Na condição estabelecida pela Superintendência de Patrimônio da União, o governo do Estado terá de decidir, em um prazo de dois anos, se comprará o imóvel ou se irá oferecer outro edifício em troca do complexo cultural.

Centro cultural quase virou depósito de café

Com o passar dos anos, o Centro Cultural Carmélia já pertenceu ao governo federal, municipal, estadual e passou para a Prefeitura de Vitória. Nesse meio tempo, virou promessa de se tornar uma cidade do samba, mas voltou para o governo federal e, em 2020, virou centro de polêmica.

Na ocasião, a União queria trazer armazéns de café de volta ao local. Artistas e representantes da comunidade protestaram. Depois, o governo federal voltou atrás e a ideia não foi para frente.

Agora, o governo do Espírito Santo volta a tomar conta do local após decisão da União. 

LEIA TAMBÉM:
>> Governo do ES promete começar reforma no Teatro Carmélia ainda neste ano
>> Prefeitura de Vitória decreta tombamento do Centro Cultural Carmélia como patrimônio da cidade