• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

CMO suspende sessão sem votar relatório de receita do Orçamento de 2016

Política

CMO suspende sessão sem votar relatório de receita do Orçamento de 2016

Brasília - Tornando ainda mais difícil a aprovação ainda em 2015 do Orçamento para o ano que vem, a Comissão Mista do Orçamento (CMO) suspendeu a sessão desta quinta-feira, 26, sem votar o relatório da receita do Orçamento de 2016. O próximo encontro será apenas na manhã de terça-feira, dia 1º.

Com o ano próximo do fim, um cronograma muito apertado previa a tramitação do projeto para que a votação ocorresse ainda neste ano. A ideia era votar o relatório das receitas hoje, seguido de uma série de etapas, com apresentação de emendas, elaboração de parecer preliminar, aprovação de 16 relatórios setoriais, discussão e votação do texto final em plenário até o dia 15 de dezembro.

A pedido de parlamentares, com destaque para o peemedebista Hildo Rocha (MA), a votação do relatório da receita ficou prevista para terça-feira, atrasando toda a agenda. Nesta manhã, o texto apenas foi lido na comissão. A avaliação de técnicos da CMO é que se a votação em plenário for empurrada para a semana do Natal, não haverá quorum e a análise dos parlamentares ficará para o ano que vem.

A decisão foi criticada pela presidente da CMO, a senadora Rose de Freitas (PMDB-ES). Durante a sessão, ela chegou a bater boca com Hildo Rocha. Para ela, o parlamentar agiu em acordo com o governo para impedir a votação e atrasar a tramitação do texto.

Para o líder do governo na CMO, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), ainda há prazo para que a votação seja feita neste ano. "Tudo aqui funciona na base do acordo", ressaltou.