Novatos querem Assembleia Legislativa do Espírito Santo mais popular

Política

Novatos querem Assembleia Legislativa do Espírito Santo mais popular

Amaro Neto diz que o fato de ter sido o deputado mais votado não o deixa com uma responsabilidade maior que a dos demais deputados diplomados

O jornalista Amaro Neto foi o mais votado entre os 30 deputados estaduais. Foto: Everton Nunes

Eleito com 55.408 votos, o jornalista Amaro Neto (PPS) foi diplomado nesta quinta-feira e já estabeleceu uma meta para seu mandato: aproximar a Casa Legislativa da população. Ele acredita que só com ações atrativas os eleitores irão participar mais da vida política. Amaro e outros 29 candidatos eleitos receberam o diploma em cerimônia realizada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES).

O fato de ter sido o deputado mais votado não o deixa com uma responsabilidade maior que a de seus pares. Segundo Amaro Neto, a partir da posse todos terão o mesmo peso. “Em um primeiro momento, espero aproximar a Casa da população. Espero fazer isso através da comunicação. Espero levar essa experiência para as reuniões das comissões e também para o trabalho administrativo”, considerou o parlamentar eleito.

Rose é diplomada e diz que vai lutar para fortalecer Espírito Santo

Hartung prega união no Estado após ser diplomado no TRE-ES

Em um segundo momento, a ideia do deputado estadual eleito é dar condições de a população acompanhar mais de perto. “Espero tentar implementar na Escola do Legislativo ações junto à comunidade. Vi essa experiência dar certo em Minas Gerais. Lá em Belo Horizonte eles montam árvores de Natal e Presépio na praça da assembleia”, exemplificou Amaro.

E acrescentou: “A população deve tirar a imagem de que o deputado vive preso no plenário”.

Debutando também na Casa Legislativa estadual, o sindicalista José Carlos Nunes (PT) destacou a necessidade de defender os interesses da população, independente da quantidade reduzida de deputados do partido na Ales.

Clique aqui e confira mais fotos da solenidade

“Na realidade, independente da quantidade de deputados eleitos do PT, isso não tira a nossa responsabilidade. É importante a qualidade dos deputados que estejam lá”, assinalou Nunes.

Quanto à eleição da Mesa Diretora, Nunes destacou que o partido ainda não discutiu o assunto na Executiva, mas afirmou que terá todo o mês de janeiro para que se façam os debates e adotem uma posição.