• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Do hobby de escalar montanhas à relação com os irmãos: conheça a vida pessoal de Casagrande

Tudo sobre a posse do governador eleito renato casagrande

Política

Do hobby de escalar montanhas à relação com os irmãos: conheça a vida pessoal de Casagrande

Andressa Missio, apresentadora do Fala Manhã, conversou com o governador eleito. A entrevista completa vai ao ar na próxima terça-feira, dia 1º

Foto: Reprodução TV Vitória
Renato  Casagrande é entrevistado por Andressa Missio

A rotina que se estende desde o início da campanha eleitoral tem concentrado as energias do governador eleito do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), para as articulações e projetos voltados ao novo mandato. Contudo, Casagrande, adepto de caminhadas ao ar livre e trilhas nas montanhas capixabas, não vê a hora de retomar os programas mais "aventureiros".

"Eu tenho feito menos do que eu gostaria, por conta dessa volta ao governo. Mas gosto de caminhar e visitar os monumentos capixabas. Já subi a Pedra Azul, em Domingos Martins; o Morro do Moreno, em Vila Velha; e o Pico da Bandeira, no Caparaó. Quero subir agora o Monte Aghá, em Piúma", projeta.

Alimentação

Viciado em café, o novo governador gosta de preparar ele mesmo sua bebida, sempre sem açúcar. O socialista conta que o café da manhã é uma de suas refeições mais importantes do dia. 

Tanto é, que ele revela que fez de uma padaria no bairro Bento Ferreira, em Vitória, onde ele mora, uma "extensão" de seu escritório. Foi lá, inclusive, que ele recebeu a equipe da TV Vitória. "É quase um gabinete (risos). Eu aproveito para conversar com lideranças e ouvir as pessoas daqui. Como a rotina é puxada, o café da manhã é importante, porque a gente não sabe quando vai parar para comer de novo",  conta.

Vida familiar x vida política

Em seus discursos e entrevistas, Casagrande gosta de destacar "que não nasceu político", como manda os principais manuais dos marqueteiros políticos. Engenheiro Florestal de formação, ele afirma que até pouco tempo depois de se formar, no início da década de 1980, nunca havia pensado em ser governador. 

A vontade de entrar na política veio com a campanha das Diretas Já, a partir de 1983. "Eu trabalhava na Prefeitura de Castelo, mas entrei para a política sem ser apadrinhado e nem convidado por ninguém. Ninguém nunca me chamou. Nenhum familiar meu era político. Nunca tinha pensado em entrar para essa vida, mas hoje também não penso em sair", afirma.

Após quatro anos voltado "apenas" para as atividades partidárias, onde exerceu a secretaria executiva do PSB, Casagrande comenta como a família se adaptou à rotina de governador. "Agora, no Natal, a gente estava comentando sobre isso. Meus irmãos se tornaram, praticamente, um escritório do governo também. As pessoas fazem pedidos a eles e eles trazem isso até mim. Tem família de governadores que se afastam da sociedade, às vezes por questão social ou por serem de classes mais altas. Mas minha família não é desse perfil de se apartar das pessoas", alfineta.

Entrevista

A entrevista completa com o novo governador, onde ele traz estes e outros detalhes, vai ao ar no dia da posse, na próxima terça-feira (1º), no programa Fala Manhã, a partir das 7h55, com a apresentadora Andressa Missio, na TV Vitória.