• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Votos dos indecisos definirão a eleição para Governo do Espírito Santo

  • COMPARTILHE
Política

Votos dos indecisos definirão a eleição para Governo do Espírito Santo

Paulo Hartung (PMDB) tem 43,20% dos votos, contra 34,10% dos votos do atual governador Renato Casagrande (PSB). Os dois precisam brigar até o último minuto pelo voto dos indecisos

A um dia das eleições, os líderes nas pesquisas para o Governo do Espírito Santo, Paulo Hartung (PSDB) e Renato Casagrande (PSB) precisam tentar atrair o voto dos 15,4% dos eleitores capixabas indecisos, segundo pesquisa realizada pelo Instituto FlexConsult, entre os dias 29 de setembro e 03 de outubro.

De acordo com o novo levantamento, que leva em consideração a pesquisa estimulada - quando os candidatos são apresentados aos entrevistados – o número de indecisos ficou no mesmo patamar da pesquisa realizada pelo mesmo instituto na semana anterior, o índice era de 14,1%. 

Na pesquisa espontânea os números de indecisos são ainda maiores na última semana de campanha eleitoral e chegam a 34,1% dos entrevistados. No levantamento realizado anteriormente, o percentual era de 38,6% dos entrevistados.

O ex-governador Paulo Hartung (PMDB) tem 43,20% dos votos, contra 34,10% dos votos do atual governador e candidato a reeleição, Renato Casagrande (PSB). Em seguida, vem o candidato do PT, Roberto Carlos, com 1,90% das intenções de voto, Camila Valadão (PSOL) com 0,70%, e Mauro Ribeiro (PCB) com 0,3%. Votos brancos somam 4,60% e Não souberam, não responderam e indecisos são 15,40%. 

Portanto, são os votos desse grupo de eleitorado capixaba que devem definir se a eleição para o Governo do Espírito Santo deve ir para o segundo turno, com a ampliação dos votos de Casagrande, ou se Hartung confirma o seu favoritismo e vence no primeiro turno.

Na pesquisa induzida sobre uma eventual disputa no segundo turno Hartung seria eleito com 45% das intenções de votos contra 36,9% de Casagrande. O número de indecisos é de 14,5%.

Rejeição

De acordo com a pesquisa, o candidato Paulo Hartung passou a ter o mesmo nível de rejeição que o seu adversário, com 12,50%, contra 12,20% de Renato Casagrande. Roberto Carlos tem 7,60%, Camila Valadão 7,50%, e Mauro Ribeiro 4,30%. Nenhum/todos são 27,8% e Não responderam, não souberam/indecisos representam 28,1%.

Na pesquisa anterior, Renato Casagrande tinha o maior percentual de rejeição, com 13.8%. Em seguida vem Roberto Carlos (10,8%), Paulo Hartung (8,1%), Camila Valadão (7,2%) e Mauro Ribeiro (3,9%). Nenhum/todos são 20,6% e Não responderam, não souberam/indecisos representam 35,6%.

Análise do cenário

O cientista político Fernando Pignaton faz uma análise dos dados da pesquisa relacionando o índice de indecisos, com os dados de rejeição dos candidatos, considerando a margem de erro do levantamento. Confira:

 “A rejeição de Paulo Hartung, que na pesquisa anterior era de 8,1%, aumentou acima da margem de erro e agora está em empate técnico com Casagrande, que variou dentro da margem de erro e se manteve no mesmo patamar, embora esteja numericamente alguns décimos a menos que o adversário”.

Quando olhamos o segundo turno, a transferência de voto dos demais candidatos para os dois lideres resulta em um aumento da diferença entre Paulo Hartung e os adversários, que na induzida com todos os candidatos era de 6,4 e no segundo turno, só com os dois candidatos, oscila para cima ficando em 8,10. No entanto, a quantidade de indecisos ainda é grande, de 14,5% (contra 15,4% na induzida com todos os candidatos).

Para ganhar a eleição será necessário que Casagrande conquiste mais de 2 em cada 3 indecisos e, assim, consiga ultrapassar uma vantagem de 8,10 pontos em um universo de 14,50 pontos”.

A pesquisa

O Instituto Flexconsult realizou mil entrevistas na Grande Vitória e regiões noroeste, litoral norte, Central e Sul entre os dias 29 de setembro e 03 de outubro.  A margem de erro é de 3,1% e o Nível de Confiança de 95%. A pesquisa foi registrada no TSE com o número: ES-00034/2014 e BR-00994/2014.

Voto-a-voto no Folha Vitória: Eleitor poderá acompanhar apuração por tablets e smartphones

Neste domingo (5), mais de 2,6 milhões de eleitores no Espírito Santo vão às urnas para escolher seus representantes para Governo do Estado, Assembleia Legislativa, Câmara Federal, Senado e presidência da República. E o jornalismo da Rede Vitória estará de plantão com as equipes de profissionais para levar ao público todas as notícias no momento em que elas acontecem. 

No jornal online Folha Vitória, a cobertura começa bem cedo, com informações desde o início da votação até o fim da eleição. A partir das 17 horas, o jornal começa a transmitir a apuração voto-a-voto no hotsite do Folha Vitória. O eleitor vai poder acompanhar em tempo real a contagem de votos em todos os municípios capixabas. 

Além disso, repórteres vão acompanhar toda a movimentação do dia das eleições 2014 no Espírito Santo. A TV Vitória também está com uma estrutura especial para cobertura do processo eleitoral. 

Logo após o fim da votação nas urnas, a emissora vai transmitir um programa ao vivo e especial com o balanço do que foi notícia durante o dia. O jornalista Alex Cavalcanti será o âncora do programa e vai mostrar toda a repercussão do resultado da votação. 

Especialistas sobre o assunto estarão no estúdio da TV Vitória para realizar uma análise da eleição no Espírito Santo e também no cenário nacional. O programa começa a ser exibido a partir das 17 horas.

Para receber os 2.653.536 de eleitores capixabas nas 58 zonas eleitorais do Espírito Santo, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) irá coordenar um esquema especial para o dia 5 de outubro. Serão 6,5 mil policiais militares nas ruas, no dia da eleição. Os juízes das 58 zonas eleitorais também estarão de plantão.