• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Nova campanha de vacinação contra o sarampo pretende imunizar 40 mil no ES

Saúde

Nova campanha de vacinação contra o sarampo pretende imunizar 40 mil no ES

A terceira etapa da campanha começou nesta segunda-feira e tem como público-alvo crianças e jovens com idades entre 5 e 19 anos

Foto: Divulgação/Prefeitura de Vila Velha

A terceira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo começou nesta segunda-feira (10). A campanha segue até o dia 13 de março, com o Dia D marcado para 15 de fevereiro. No Espírito Santo, as vacinas estão disponíveis em 493 unidades de saúde.

Nessa etapa, a estimativa é imunizar 40 mil crianças e jovens no estado, com idades entre 5 e 19 anos. Segundo a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações e Vigilância das Doenças Imunopreveníveis da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), Danielle Grillo, tentar alcançar esse público faz parte das estratégias dos municípios e da Secretaria Estadual de Saúde.

"Começa hoje [segunda-feira] a Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, e agora nós vamos vacinar as crianças e adolescentes na faixa etária de 5 a 19 anos. Esse é o terceiro público com maior incidência de casos de sarampo no Brasil e, por isso, justifica essa campanha de vacinação", ressaltou.

Deverá se vacinar quem não tomou as duas doses da tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola. Se a pessoa não tem mais o cartão de vacina para verificar isso, a orientação é se vacinar.

"Essa vai ser uma campanha de vacinação seletiva, onde vamos vacinar crianças e adolescentes não vacinados ou com cartão de vacina incompleto. O que é uma criança ou adolescente com cartão incompleto? É aquela que tem duas doses da vacina tríplice viral ou tetraviral", explicou Grillo.

No ano passado, foram realizadas duas etapas: a primeira para crianças de 6 meses a 5 anos, e a segunda para adultos entre 20 e 29 anos. A Sesa aproveita a campanha para fazer um reforço de vacinação contra a febre amarela para crianças entre 4 e 7 anos.

Caderneta

É imprescindível levar a caderneta de vacinação para avaliação e anotação das equipes de vacinadores. Dentro da estratégia de cobertura vacinal definida pelo Ministério da Saúde, novas etapas da campanha contra o sarampo terão prosseguimento neste anos com público alvo nas seguintes faixas: de 30 a 59 anos.

A doença

O sarampo é uma doença viral de elevada contagiosidade, cuja transmissão ocorre por meio de secreções nasofaríngeas expelidas ao tossir, espirrar e falar. Casos graves podem levar ao óbito.

Os principais sintomas são febre acompanhada de tosse persistente, irritação ocular, coriza, congestão nasal e mal-estar intenso. Após estes sintomas, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias.