Óculos reduzem em três vezes chance de contrair covid-19

Saúde

Óculos reduzem em três vezes chance de contrair covid-19

Pesquisa comprovou que acessório funciona como barreira; médica alerta que uso só deve ser feito se houver necessidade

Foto: oculos

Você usa óculos? Um estudo realizado na Índia pelo oftalmologista Amit Kumar Saxena e publicado na plataforma medRxiv, mostrou que pessoas que usam óculos têm três vezes menos chance de serem contaminadas pelo novo coronavírus.

A entrada do SARS-CoV-2 no organismo acontece por meio da secreção contaminada, que pode entrar por meio dos olhos ou quando a região é tocada com as mãos contaminadas, por exemplo, segundo a infectologista Claudia Maekawa Maruyama.

"O uso dos óculos pode sim servir como uma barreira, tanto que é obrigatório o uso de proteção ocular em alguns procedimentos médicos”, afirma a especialista.

A pesquisa analisou 304 pacientes de um hospital em Kanpur Dehat, distrito do norte da Índia, que já haviam sido diagnosticados com a covid-19, porém ainda não foi revisada por outros cientistas. Ela foi realizada entre 26 de agosto e 8 de setembro de 2020. O risco de contágio foi calculado em relação às pessoas que usavam óculos, bem como às que não usavam. O comportamento de uso do acessório foi avaliado por meio de um questionário.

O resultado mostrou que entre os 58 pacientes que tinham o hábito de usar óculos continuamente durante o dia e sempre em atividades ao ar livre, o risco de contrair o SARS-CoV-2 era de 0,48, e de 1,35 em relação às pessoas que não usavam.

“O risco foi de 2 a 3 vezes menor na população que usa óculos do que na população que não usa. O papel protetor dos óculos foi considerado estatisticamente significativo, se aqueles fossem usados ​​por um longo período do dia (mais de 8 horas)”, diz a publicação.

Apesar disso, Claudia ressalta que o uso do óculos não é obrigatório no dia a dia caso não haja a necessidade para melhorar a visão. “A máscara e o distanciamento já são suficientes para impedir a entrada do vírus”, afirma.

*Com informações do Portal R7