• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

'Não desmoralizem o SUS", rebate secretário do Ministério da Saúde

CORONAVÍRUS

Saúde

'Não desmoralizem o SUS", rebate secretário do Ministério da Saúde

A declaração foi dada pelo secretário executivo da pasta, João Gabbardo dos Reis, durante coletiva nesta terça-feira

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom | Agência Brasil

O secretário executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, rebateu as críticas feitas ao Sistema Único de Saúde (SUS) durante uma coletiva realizada nesta terça-feira (24).

Gabbardo afirmou que se a demanda dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aumentar, o ministério irá se adequar. "As críticas feitas ao SUS precisam ser demonstradas com números. Nós entendemos que nosso sistema está preparado e se a demanda aumentar, vamos nos adequar", garantiu.

Ainda durante a coletiva, pediu respeito ao sistema de saúde brasileiro. "Vamos colocar acréscimo de leitos maior do que nos países europeus. Não vamos desmoralizar o nosso sistema de saúde, ele é preparado e robusto para enfrentar essas adversidades", afirmou Gabbardo.

Países europeus x Brasil

Alemanha - 3,02 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes
França - 1,05 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes
Itália - 0,83 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes
Reino Unido - 0,6 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes
Brasil - 2,62 leitos de UTI para cada 10 mil habitantes

Atualização de casos no país 

Chegou a 46 o número de mortos no Brasil, vítimas do Novo Coronavírus. A informação foi divulgada na tarde desta terça-feira (24) pelo Ministério da Saúde, que já contabilizou 2.210 casos confirmados.

Nas últimas 24 horas, foram notificados ao Ministério da Saúde 310 novos casos e 12 novas mortes. No Espírito Santo são 33 casos confirmados e nenhum óbito.

Com 810 casos confirmados e 40 mortes, o estado de São Paulo é o mais atingido pela pandemia no país. Em seguida, aparece o Rio de Janeiro, com 305 confirmações e seis óbitos.

O Ceará tem 182 pessoas com diagnóstico confirmado de covid-19; o Distrito Federal, 160; e Minas Gerais, 130.

Nesta terça-feira faz exatamente quatro semanas desde que o Brasil confirmou o primeiro caso de covid-19, importado.