Cirurgia bariátrica cresce no Brasil e especialista orienta sobre exercícios físicos no pós-operatório

Saúde

Cirurgia bariátrica cresce no Brasil e especialista orienta sobre exercícios físicos no pós-operatório

Entre os anos de 2003 e 2010 a busca pelo procedimento cresceu mais de 300%

Larissa Agnez

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação
Atividades físicas pós procedimento cirúrgico ajudam na recuperação saudável do paciente. 

O número de cirurgias bariátricas no Brasil cresceu mais de 300% entre os anos de 2003 e 2010 conforme mostram os dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Segundo a organização em 2003, 16 mil cirurgias haviam sido realizadas, enquanto em 2010, o número alcançava os 60 mil. Dados mais atuais da SBCBM mostram que foram realizadas 105.642 mil cirurgias no ano de 2017 no Brasil, ou seja, 5,6% a mais do que em 2016, quando 100 mil pessoas fizeram o procedimento no setor privado.

Pelo SUS o número de cirurgias bariátricas disparou. Entre os anos de 2008 e 2017, o número de cirurgias bariátricas cresceu 215%. O crescimento anual médio é de 13,5%.

A cirurgia se popularizou como um método de emagrecimento para aqueles que estão muito acima do peso, alguns pacientes apresentam o quadro de obesidade mórbida. Porém, é muito importante lembrar dos cuidados posteriores a cirurgia bariátrica, que estão se tornando cada vez mais importantes. Um dos principais motivos é a debilitação física consequente à mudança da anatomia, nesse sentido a prática de atividade física faz total diferença na recuperação do paciente.

Contudo, o educador físico e especialista esportivo Leandro Gomes, comenta que os exercícios físicos são importantes, mas exigem ainda mais cautela quando realizados no pós-operatório. "Com o aumento da cirurgia bariátrica devemos ter algumas precauções com o paciente antes de iniciar a prática de atividades físicas". 

Confira as dicas do especialista 

1- Com o aumento da mobilidade (e da amplitude dos movimentos) durante as primeiras semanas pós cirurgia, a pessoa deve aumentar as atividades físicas cotidianas (andar no bairro, subir as escadas ao invés do elevador, alguns serviços domésticos) para contribuir com o gasto calórico, mesmo sendo de baixa intensidade e pouco tempo vai auxiliar no emagrecimento; 

2- O exercício físico deve fazer parte do cotidiano dos bariátricos, virando uma rotina para as pessoas. "Mas lembre-se, sempre com auxílio do profissional de educação física", alertou. 

3- Os tipos de exercícios recomendados para quem fez cirurgia bariátrica (exercícios aeróbicos, de força muscular e flexibilidade) devem ser prescritos de acordo com o período pós cirúrgico; 

4- Em relação aos exercícios aeróbicos (caminhadas e corridas principalmente) devem ser feitos moderadamente. "Caso o bariátrico tenha pouco tempo de operação , comece apenas com caminhadas e após um período já na musculação aí comece a treinar a corrida", sugeriu Leandro. 

5- Algumas aulas que são oferecidas nas academias como Spinning e Jump devem ser evitadas no início, a primeira devido a sua intensidade e a segunda devido aos impactos nas articulações. 

6- A musculação é a modalidade que o bariátrico deve fazer devido aos benefícios que ela proporciona em relação aos outros, no caso a hipertrofia muscular, que ajuda a ganhar resistência e massa magra. 

7- Na musculação , o bariátrico que tem poucos meses deve evitar de qualquer maneira exercícios abdominais e exercícios que podem provocar uma compressão abdominal, um exemplo é o leg press. 

8- "Respeite seus limites individuais, a melhora da sua saúde e rendimento são gradativas, não se compare aos outros", alertou o especialista. 

9- Busque sempre orientações profissionais.