Com a chegada do frio no ES, saiba como prevenir as doenças respiratórias em crianças

Saúde

Com a chegada do frio no ES, saiba como prevenir as doenças respiratórias em crianças

Relatos são de aumento na busca atendimento médico envolvendo casos de crianças com doenças infecciosas respiratórias em consultórios e hospitais da Grande Vitória

Ana Carolina Monteiro

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução/ Freepik

Tosse, febre, falta de ar, coriza, espirros. Com a chegada do outono é comum o aumento de doenças respiratórias, principalmente em crianças. Consultórios médicos, hospitais e pronto-atendimentos da Grande Vitória têm registrado uma procura cada vez maior de pacientes com esses sintomas.

À volta às escolas, creches, encontros de família, além das rotineiras brincadeiras nos parquinhos e festas de aniversário trouxe algo que nos últimos dois anos praticamente desapareceu: os casos de viroses e infecções respiratórias em crianças.

Segundo a infectologista e pediatra, Euzanete Cozer, o movimento no consultório, que funciona em Vitória, aumentou desde o início de abril. Entre os motivos, o retorno à rotina após longos períodos dentro de casa, devido às restrições da pandemia.

Isso acontece por que as crianças estão novamente mais expostas aos vírus e bactérias comuns da infância e corriqueiros nesta época do ano, entre os meses de março e setembro. O supervisor de Inteligência de Mercado, Luiz Nemer Neto, de 34 anos, já contabilizou duas visitas à uma unidade hospitalar no município de Serra, desde a semana passada, junto com a filha de 8 anos de idade.

Leia também: Crianças que saíram pouco de casa durante a pandemia estão adoecendo mais? Entenda

"Ela começou com uma tosse bastante produtiva, com febre e características gripais. Levamos ao pronto-socorro, ela foi medicada e já estava 90% recuperada quando essa semana precisei retornar com ela para uma nova consulta por que os mesmo sintomas voltaram", contou.

A busca por atendimento, segundo o supervisor era tão grande, que além da recepção lotada, ainda havia pessoas com senha aguardando serem chamadas do lado de fora do local. 

"Eram muitas pessoas. Pais acompanhando os filhos. Para se ter uma ideia da quantidade de pacientes que estavam ali para serem atendidos, eu e minha filha assistimos um filme inteiro no celular e ainda começamos um série. Foram cerca de 3 horas de espera. Comentei com a médica que nos atendeu a respeito do movimento e ela disse que a maioria apresentava quadros semelhantes", concluiu Luiz.

ES registra mais de uma doença em circulação ao mesmo tempo

Além disso, existe o fato de que outras doenças também estão em circulação nesta época do ano. A pandemia provocada pela covid-19 ainda não terminou e os casos de gripe costumam aumentar nesta época do ano.

Vale ressaltar que as doenças que afetam o sistema respiratório costumam trazer sintomas muito parecidos entre elas. Por isso, é importante ficar atento aos sinais e buscar ajuda médica para evitar complicações.

Leia também: Cidades do ES recebem alerta de tempestade com queda de granizo e ventos intensos

Saiba diferenciar sintomas da bronquiolite, gripe e covid-19

Febre, cansaço e mal-estar são alguns dos sintomas característicos de doenças como a gripe, a bronquiolite e a covid-19. De maneira geral, elas se apresentam de maneira parecida. Veja as diferenças e semelhanças entre as doenças:

PRINCIPAIS SINTOMAS DA BRONQUIOLITE

- Cansaço;
- Sonolência;
- Falta de apetite;
- Tosse persistente;
- Alargamento das narinas ao respirar;
- Respiração rápida

SINTOMAS DA GRIPE

- Febre;
- Dor de cabeça;
- Calafrios;
- Dores do corpo;
- Coriza;
- Tosse;
- Fraqueza

SINTOMAS DA COVID

- Febre;
- Tosse;
- Cansaço;
- Perda de paladar ou olfato;
- Dores de cabeça, garganta:
- Dor no corpo;
- Dificuldade para respirar 

Casos de covid-19 voltam a subir no Espírito Santo: na dúvida, médicos recomendam testar

Os caso de covid-19 voltaram a aumentar em relação às ultimas semanas epidemiológicas. Os registros foram 57% maiores, segundo pronunciamento do secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, no fim da manhã desta terça-feira (17).

"O Espírito Santo apresenta um cenário de controle da pandemia, mas observamos a consolidação de crescimento de casos da covid-19. Saímos de 321 casos há três semanas para mais de 900 casos na última semana. A positividade dos testes de antígeno saíram da casa de 1% para 7%", afirmou.

Para a pediatra, e principalmente diante desse novo cenário, é fundamental que caso o paciente apresente mal-estar geral, dores no corpo e se outras pessoas da família também estiverem doentes, todos façam o teste de covid-19.

"Até porque, como sabemos, a covid tem um período longo de transmissibilidade por isso, o paciente tem que ser afastado da escola pelo período necessário", lembrou.

Como se proteger das doenças respiratórias 

Algumas atitudes podem contribuir para manter longe os vírus e bactérias em circulação. Veja algumas medidas simples:

1. Evite contato com pessoas doentes;

2. Mantenha o corpo sempre bem hidratado;

3. Mantenha as mãos sempre limpas e lavadas. Se necessário, use álcool em gel;

4. Mantenha-se longe de locais fechados e com aglomeração;

5. Siga uma alimentação equilibrada, rica em vegetais, legumes e frutas;

6.  Procure deixar os ambientes sempre ventilados e arejados.

LEIA MAIS:

>> Covid-19: ES terá um mutirão de vacinação por mês até fim do ano

>> Hepatite misteriosa: como proteger as crianças da doença?

>> Conheça 5 mitos relacionados à saúde e saiba como se proteger das fake news


Pontos moeda