Campanha arrecada absorventes para mulheres com dificuldades financeiras do Espírito Santo

Saúde

Campanha arrecada absorventes para mulheres com dificuldades financeiras do Espírito Santo

As doações podem ser entregues em uma das bases do Corpo de Bombeiros

Foto: Nadine Alves | Folha Vitória

Para ajudar as mulheres que, em tempos de dificuldades financeiras, precisam colocar na ponta do lápis todos os gastos dentro de casa, o Governo do Espírito Santo lançou o programa de arrecadação de absorventes para ajudar no combate à pobreza menstrual.

A Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), responsável pela campanha, explicou que além dos absorventes para higiene pessoal, são ofertados também outros produtos de higiene e cestas básicas.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, explicou que a ideia da arrecadação surgiu após uma análise das famílias que recebem os donativos do programa, que são pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza, além da população em situação de rua.

“Sabemos que o problema da fome acaba sendo prioridade, mas existem muitas mulheres, jovens, meninas, além de homens trans, que precisam de absorventes e, na hora de escolherem entre esse produto é um alimento, acabam priorizando a comida”, explicou a secretária.

Como doar?

As doações de absorventes e outros produtos de higiene pessoal podem ser feitas da mesma forma como ocorre com as cestas básicas: deixadas em uma das bases do Corpo de Bombeiros ou nas unidades de Defesa Civil dos municípios. Doações que forem realizadas em dinheiro também serão, em parte, utilizadas para a compra desses itens.

O programa ainda tem uma parceria com o PicPay. Para fazer a contribuição, basta baixar o aplicativo, procurar o @essolidario e fazer sua doação na quantia que desejar.

Programa ES Solidário

A campanha faz parte do ES Solidário, programa que recebe doações de donativos feitos por empresas e pela sociedade civil. Contribuições em dinheiro são usadas também para a compra de alimentos e outros itens essenciais, como fraldas descartáveis, máscaras, álcool 70% e agora pacotes de absorventes.

O programa atende às demandas, por meio de solicitações feitas por municípios, coletivos, associações e igrejas, com ações sociais que direcionam as doações de donativos às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza. Desde o início da campanha, já foram repassadas mais de 300 toneladas de alimentos provenientes de doações, que chegaram às pessoas que mais precisam.

É possível também fazer doações em dinheiro, por meio de Documento Único de Arrecadação (DUA) ou depósito em conta bancária do Governo do Estado, além da doação de serviços comuns, bens móveis ou imóveis, licenças de softwares e o comodato em favor de órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, enquanto perdurar o Estado de Emergência em Saúde Pública.