Dengue: ES registra aumento de 20% no número de casos em 2022

Saúde

Dengue: ES registra aumento de 20% no número de casos em 2022

Segundo Boletim Epidemiológico de janeiro até o início de junho desse ano o número de casos era de 9.984. No mesmo período do ano passado, 7.742

Foto: Agência Brasil

O Espírito Santo registrou 9.834 casos de dengue de janeiro até o dia 4 de junho deste ano. Os dados foram divulgados no boletim semanal feito pela equipe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, da Secretaria da Saúde (Sesa). No mesmo período de 2021 o Estado registrou 7.742 casos. Isso significa que já são 2.092 casos a mais que os registrados no mesmo período do ano anterior.

Transmitida pelo Aedes aegypti, a dengue é uma doença infecciosa. Na fase aguda pode causar sequelas graves ao paciente. Diante do aumento no número de casos, as visitas técnicas e capacitações foram intensificadas ainda no mês passado, na Grande Vitória, segundo a secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

A coordenadora do Núcleo e educadora do Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), Gabriela Seidel, é de extrema importância que Estado e municípios se comuniquem no processo de enfrentamento das doenças e destaca a conscientização das pessoas como ponto fundamental.

“O nosso objetivo é explicar o período epidemiológico que estamos vivendo com relação as arboviroses, com ênfase na dengue, e articular trabalhos prévios para evitar ou minimizar o aumento de casos na região. Mantemos o contato direto com os gestores municipais, possibilitando maior apoio durante todo o ano”, explicou.

Como eliminar os criadouros de mosquito da dengue

Segundo o chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental da Sesa, Roberto Laperriere Júnior, cerca de 80% dos criadouros estão próximos ou dentro das residências.

Foto: Divulgação

Para conseguir conter a curva de casos de dengue, é fundamental que a população faça o dever de casa com cuidado e atenção. O ideal, de acordo com Roberto, é escolher um dia da semana para fazer um ckeck list completo no imóvel. 

Essa lista, com o que é preciso ser feito, pode ser acessada clicando no link: mosquito.saude.es.gov.br

“Recomendamos que o cidadão realize, pelo menos uma vez por semana, a limpeza dos quintais e o descarte do lixo em locais apropriados. É necessário estar atento aos objetos que acumulam água como pratinhos de plantas, vasilhas de animais, pneus velhos e garrafas. Com essa atividade, é possível evitar que o ciclo biológico do mosquito e inibir sua proliferação”, pontuou.



Pontos moeda