• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Coronavírus: saiba mais sobre os testes acessíveis de R$ 100 ofertados por laboratório capixaba

CORONAVÍRUS

Saúde

Coronavírus: saiba mais sobre os testes acessíveis de R$ 100 ofertados por laboratório capixaba

O laboratório Tommasi uniu-se a duas grandes empresas de diagnóstico do mundo, Abbott e Siemens, para lançar o IGg social, um Programa de Triagem Populacional em Busca da Imunidade Comunitária

Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Mais uma semana teve início e os números do novo coronavírus no Espírito Santo continuam subindo. Enquanto mais de 60 mil capixabas testaram positivo para a doença, uma outra parte da população ainda não sabe se já teve contato com o vírus e continua na incerteza, já que a acessibilidade ao exame ainda é um problema enfrentado pelos brasileiros.

Com o intuito de colaborar para o mapeamento da covid-19 no Estado e oferecer aos capixabas testes com preço mais acessível, o laboratório Tommasi uniu-se a duas grandes empresas de diagnóstico do mundo, Abbott e Siemens, para lançar o IGg social, um Programa de Triagem Populacional em Busca da Imunidade Comunitária. 

As amostras são levadas para a central de análises do laboratório em Vila Velha. Elas são processadas por duas máquinas, capazes de detectar diferentes anticorpos contra o novo coronavírus, no plasma do sangue coletado. Cerca de 15 mil testes serão ofertados aos capixabas. O método é indicado pelo Conselho Federal de Medicina, por meio de dois testes sorológicos, feitos em um único exame, por um preço acessível: R$ 100.

“Nós sabemos que a imunidade de rebanho, aquela dada na mesma localidade, tem a capacidade de proteger as pessoas que ainda não foram infectadas pelo vírus. Então, se a gente tiver em uma localidade uma quantidade grande de pessoas que já desenvolveram o anticorpo, essa comunidade passa a estar protegida do vírus", afirma o diretor científico do laboratório, Bruno Tommasi.

O teste é indicado para saber o organismo já desenvolveu algum tipo de defesa contra a covid-19, e não para diagnóstico. Os interessados precisam agendar o exame, que deve ser feito a partir de 14 dias após o surgimento de sintomas.

"Esse teste não é o teste de diagnóstico. O de diagnóstico, se você está com a doença, é o RT-PCR. Esse teste vai te mostrar se você teve contato e desenvolvimento de anticorpos. Geralmente, de duas a três semanas após o contato", explicou o diretor.

A epidemiologista Ethel Maciel faz um alerta: apesar da importância do exame para ajudar no mapeamento, o resultado positivo não garante 100% de imunidade contra o novo coronavírus

"Independente do resultado, você continue tomando todas as medidas de precaução. O distanciamento, falar com as pessoas sempre de máscara, a uma distância de 1 metro e meio, dois metros, lavar as mãos, passar álcool gel e continuar com todas as medidas de prevenção."

--