• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Gás O3 pode evitar a proliferação de vírus respiratórios

Saúde

Gás O3 pode evitar a proliferação de vírus respiratórios

Empresa propõe limpeza com ozônio para prevenir a temporada de problemas na respiração, dores e congestionamento

Foto: Divulgação

O gás ozônio (O3) tem se mostrado eficiente no combate a doenças respiratórias. De acordo com o Centro de Prevenção de Doenças, ele pode ser um forte aliado para evitar a proliferação de vírus, bactérias e fungos em ambientes fechados. Neste momento de pandemia e com a chegada do inverno e o clima seco, as pessoas tendem a ficar mais em casa e reações alérgicas e doenças respiratórias tendem a aparecer com mais frequência. 

Dentro desse cenário, a Wier (empresa de soluções tecnológicas para oxi-sanitização, higienização e tratamento de efluentes), destaca que o ozônio pode ser uma alternativa de prevenção. 

Fatores de risco 

Ar condicionado, poluição, frio e cobertores empoeirados. A atmosfera está bastante propícia para começar a desencadear os sintomas que vão desde congestionamento nasal até casos graves, como pneumonia e insuficiência respiratória. Desta forma, a higienização dos ambientes, como casa e automóvel, deve ter a atenção redobrada nesse período.

Segundo a Wier, a limpeza com ozônio é 40% mais rápida, mostrando-se eficiente na prevenção de doenças crônicas respiratórias. "Por ser um gás, o ozônio consegue se espalhar por todo o ambiente onde é aplicado e alcançar lugares que uma limpeza convencional não consegue, proporcionando assim uma sanitização real do ambiente. A aplicação do ozônio é simples e ocorre por meio de um equipamento chamado Gerador de Ozônio, o qual é compacto, de uso simples e intuitivo", explica Dr. Bruno Mena Cadorin, CEO da empresa.

Estudos científicos mostram a efetividade do ozônio contra diversos vírus e bactérias conhecidos por meio desta tecnologia. Além disso, também há provas da eliminação de mofo, leveduras e fungos nos ambientes fechados pelo O3.

Para micro-organismos em geral, a atuação direta do ozônio ocorre pela destruição da estrutura externa, seja a parede celular de bactérias e fungos ou o envelope e capsídeo de vírus. Desta forma, a tecnologia pode eliminar grande parte de micro-organismos causadores de doenças nas vias respiratórias.

Dados de laudos técnicos realizadas nos equipamentos Wier mostram, por exemplo, 100% de remoção para bactérias mesófilas e bolores/leveduras em superfície de vaso sanitário, 82,5% de fungos em ar de banheiro e 92,3% de bactérias no ar de um veículo.

"Recebemos diversos relatos de pessoas que tiveram melhora em quadros de doenças crônicas respiratórias após a utilização do ozônio nos ambientes residenciais. Isso mostra que ozônio ajuda a diminuir a propagação de agentes causadores de patologias e na prevenção de novos casos, reduzindo drasticamente o tempo de higienização dos ambientes, sem perder a qualidade do serviço", finaliza Cadorin.

Como funciona

O ozônio (O3) é um gás natural formado a partir do oxigênio do ar (O2) e presente na estratosfera a fim de proteger a vida na terra contra a radiação UV do sol. Nos geradores de ozônio da WIER, utiliza-se Tecnologia de Plasma Frio para efetuar essa geração de ozônio e promover saúde por meio do combate a micro-organismos como bactérias, vírus e fungos, presentes no ar, na água e em superfícies. Ainda assim, a empresa reforça que a solução é um complemento, não um substituto para a limpeza tradicional.