ES fará sequenciamento genético para identificar variantes da covid

Saúde

ES fará sequenciamento genético para identificar variantes da covid

Atualmente, para identificar as variantes, é necessário mandar as amostras coletadas para a Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro; aparelho chega em até 60 dias

Bianca Santana Vailant

Redação Folha Vitória
Foto: Unplash

O Espírito Santo, a partir do último trimestre deste ano, vai conseguir identificar em laboratório quais variantes do novo coronavírus circulam no Estado. A informação foi passada pelo secretário estadual de saúde, Nésio Fernandes, durante uma entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (26).

"O sequenciador que o Estado comprou deve chegar em 60 dias, então nós devemos ter até o último trimestre deste ano o início da realização do sequenciamento genético aqui no ES", afirmou. 

Veja também: Espírito Santo registra menor número de casos de covid desde maio de 2020

Entenda o processo

Atualmente, para identificar as variantes, é necessário mandar as amostras coletadas para a Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. 

"Nós mandamos para a Fiocruz todos os casos de Viana que alcançam os requisitos para sequenciamento, também são enviados os casos relacionados a ´´obitos, e os casos que possuem algumas expressões de ramificação dos genes diferentes. Quando existe uma carga viral desproporcional à encontrada cotidianamente, algumas características que o nosso Lacen identifica, essas amostras também são classificadas para envio à Fiocruz. As amostras das unidades sentinelas também continuam sendo envidas dentro da rotina no Programa Nacional", explicou Nésio.

Resultado pode demorar mais de um mês para ser divulgado

Com o novo aparelho, o Estado passará a ser independente. Dessa forma não será preciso esperar para saber os resultados e traçar estratégias mais eficientes para controle da pandemia. 

"Os resultados demoram de 30 a 60 dias para saírem, alguns casos demoraram um ano, mas a Fiocruz tá indo melhor na velocidade. Até agora nenhum caso confirmado da Delta no Estado", finalizou. 

Leia também: Dos mais de 9 mil casos de covid no ES em julho, trinta evoluíram para mortes