• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Emagrecimento: fazer dieta engorda e alimentação intuitiva faz perder peso, dizem especialistas

Saúde

Emagrecimento: fazer dieta engorda e alimentação intuitiva faz perder peso, dizem especialistas

O segredo do emagrecimento não está nas dietas, mas sim em fazer as pazes com os alimentos

Alimentação intuitiva gera sabedoria corporal e evita o transtorno de comer de forma compulsiva. 

Emagrecimento tem sido pauta de muitas matérias. E buscando entender o universo das dietas e como elas funcionam no organismo das pessoas, o jornal online Folha Vitória lança a série Emagrecimento. Até o fim desta semana, você poderá acompanhar uma notícia por dia com dicas e informações para auxiliar na perda de peso.

O tema de hoje é Alimentação Intuitiva: você já ouviu falar? Especialistas afirmam que o segredo do emagrecimento não está nas dietas, mas sim em fazer as pazes com os alimentos e comer de forma intuitiva. 

Alimentação Intuitiva: o que é?

Criado pelas nutricionistas americanas, Evelyn Tribole e Elyse Resch, o comer intuitivo é um conceito que visa uma relação mais saudável com o alimento e ensina as pessoas a conhecerem seus próprios corpos. Ele tem como objetivo desenvolver uma “sabedoria corporal”, por meio de evidências físicas e emocionais, que permitam as pessoas a reconhecer suas reais necessidades em relação ao alimento e evita o transtorno do comer de forma compulsiva.

A alimentação intuitiva tem como foco principal desenvolver o hábito de comer em horários regulares, de forma pensada e programada, buscando encontrar prazer, no lugar da culpa, ao fazer uma refeição. Abandonar dietas restritivas é o primeiro passo para se manter magra, saudável e feliz.

Dietas aumentam compulsão alimentar

De acordo com a psicoterapeuta Sorella Mendes, as dietas só aumentam a compulsão alimentar dos pacientes. “Fazer dieta engorda e a prova disso é ver quantas pessoas passam a vida toda de dieta e nunca conseguem ficar magra. ”, afirma.

“Não existe dieta milagrosa, existe alimentação intuitiva. É preciso conhecer o próprio corpo, respeitar suas necessidades, aprender a lidar com as emoções sem associá-las à comida e descobrir novos estímulos de satisfação e prazer. Quando se faz as pazes com os alimentos é possível eliminar peso sem viver uma vida de dieta e privações. ”, afirma a psicoterapeuta.

Quando decidimos perder peso, automaticamente nosso cérebro já pensa em quais alimentos devem ser cortados da dieta. Carboidratos, doces e gorduras, considerados os vilões do emagrecimento, são os primeiros a serem removidos. Porém, de acordo com Sorella, que também atua como coach de emagrecimento, ao cortar um alimento que se gosta ou que tem algum valor afetivo de forma drástica, a compulsão pode ser despertada e o paciente pode voltar a comer o alimento de forma descontrolada, o que anula todo o esforço da privação e acaba com qualquer dieta.

Não é o alimento e sim a quantidade!

“Não é a ingestão do chocolate ou do pedaço de pizza que te faz engordar, mas sim como, quanto ou quando você faz isso. Sentir prazer em comer uma pizza, uma sexta à noite, na companhia dos amigos é fundamental para o nosso bem-estar. O que não pode é comer de forma descontrolada, e as vezes até escondido, inúmeros pedaços de pizza ou chocolate em um momento de ansiedade ou tristeza sozinha em casa”, declara Sorella.

Dietas mais realizadas pelos brasileiros

Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Nutrologia, os tipos de dietas mais realizadas pelos participantes são Cetogênica e Low Carb (30%), Detox (19,1%), Dukan (15,7%), Hiperproteica (13,3%) e Sem Glutén (12,9%).

Na próxima matéria da série Emagrecimento, você confere o que especialistas dizem a respeito das dietas mais realizadas pelas pessoas que foram fontes das entrevistas do estudo.