• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Setembro Amarelo: Campanha de prevenção ao suicídio ocorre no Brasil

  • COMPARTILHE
Saúde

Setembro Amarelo: Campanha de prevenção ao suicídio ocorre no Brasil

Suicídio é a segunda causa de morte de jovens no mundo, com idade entre 15 e 29 anos

Nova Venécia realizou no dia 25 de agosto um movimento de combate ao suicídio. 

Os casos de suicídio no Brasil e no mundo estão crescendo. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmam que em todo o mundo mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida por ano e o suicídio é a segunda causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos. No Brasil a situação não é muito diferente. Anualmente, são 11 mil casos de suicídio, sendo esta a quarta maior causa de morte entre brasileiros de 15 e 29 anos (Ministério da Saúde).

O psiquiatra Valdir Campos, relata que os óbitos por suicídio são três vezes maiores entre os homens e o risco aumenta para quem tem histórico familiar de suicídio. “O estigma, o preconceito, o medo e a vergonha de falar abertamente sobre o suicídio são as principais barreiras que impedem a detecção precoce e a prevenção. Dois dos principais fatores de risco são a tentativa prévia de suicídio e doenças mentais, como depressão, transtorno bipolar, alcoolismo, abuso/dependência de outras drogas, transtornos de personalidade e esquizofrenia”, analisa.

A crise econômica que atinge 13 milhões de desempregados no país também contribui para o aumento dos casos. Valdir Campos afirma que problemas financeiros e sentimentos de desesperança associados à impulsividade e ao abuso de drogas lícitas ou ilícitas pode ser letal. Por isso o médico destaca que laços sociais bem estabelecidos com a família e amigos são fatores protetores para o suicídio. “Pessoas com autoestima elevada, bom suporte familiar, religiosidade e capacidade de resolução de problemas estão menos suscetíveis a cometer suicídio”, finaliza o psiquiatra.

Movimento de prevenção ao suicídio pelas ruas de Nova Venécia

Como forma de alertar a população e ressaltar a necessidade de prevenção ao suicídio, a Prefeitura de Nova Venécia, realizou no último sábado (25), uma caminhada pelas ruas do município e chamou a atenção da população por onde passou. 

O grupo saiu do Ginásio de Esportes, foi pela ponte Cristiano Dias Lopes, seguiu pela Avenida Guanabara, Praça Jones dos Santos Neves e encerrou o movimento na Praça do Imigrante, em frente à Prefeitura. No local, uma rápida palestra preventiva chamou a atenção do público que passava pelo Centro.

Ao todo, oito igrejas - da cidade e interior, participaram da mobilização. Além de faixas e cartazes, decoração com balões e laços amarelos, que simbolizam a campanha, enfeitaram o trio elétrico que puxou o movimento. Folders foram distribuídos para crianças, adolescentes e adultos, cada um com um tipo de linguagem específica.

“Levando em consideração o levantamento do Ministério da Saúde, que 32 brasileiros tiram a própria vida diariamente e, que muitos deles são jovens, nossa intenção é discutir a importância da valorização da vida com pessoas de todas as faixas etárias”, disse o organizador do movimento, pastor Caetano Colen.