• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Baixa adesão da vacinação contra pólio e sarampo preocupa em Venda Nova

  • COMPARTILHE
Saúde

Baixa adesão da vacinação contra pólio e sarampo preocupa em Venda Nova

Crianças de um ano estão na faixa de 70% de imunização tanto para pólio quanto para sarampo

Crianças de um ano são as que menos receberam a vacina. 

A campanha de vacinação contra sarampo e pólio em Venda Nova do Imigrante está praticamente terminada. A cobertura vacinal, se considerados todos os públicos-alvo, chegou a mais de 90%. Porém, o cenário não é de comemoração. A procura pelas vacinas foi baixa, mesmo com ampla divulgação da campanha e grande mobilização nas unidades de saúde.

As marcas de 91% de cobertura contra pólio e 92% contra sarampo só foram atingidas depois de intenso trabalho da Secretaria Municipal de Saúde, que contou com as agentes de saúde para intensificar a conscientização dos pais e responsáveis. Para o secretário da pasta, Tadeu Sossai, a falta de mobilização é preocupante.

“A baixa mobilização dos pais em levar as crianças para vacinar pode ser porque ele pertencem a uma geração que não vivenciou essas doenças. Quem nasceu nas décadas de 50 a 70, viu de perto doenças como sarampo, coqueluche e pólio. Depois desse período, começou a haver vacinação maciça e essas doenças despareceram. Com isso, as novas gerações podem acabar acreditando que elas não voltam ou que não são mais um risco. Esperamos não ter que reviver o passado para que as pessoas se conscientizem”, comenta o secretário.

O Dia D contra as duas doenças foi realizado em 18 de agosto, um sábado. Todas as unidades de saúde funcionaram em horário estendido e os moradores das comunidades do interior tiveram transporte gratuito até os locais de vacinação. Mesmo assim, poucas crianças foram levadas para imunização em comparação com o público-alvo total.

Os números da vacinação em Venda Nova

Até o momento, os grupos de crianças de três a quatro anos já registraram mais de 95% de imunização. Já as que têm até um ano estão na faixa de 70% tanto para pólio quanto para sarampo. A Secretaria continua a busca pela máxima vacinação dessas crianças.

Ministério da Saúde alerta para notícias falsas

O Ministério da Saúde prorrogou até 14 de setembro a campanha nacional de prevenção. De acordo com a Agência Brasil, a média de alcance vacinal no país está em 88% e apenas sete estados alcançaram a meta de imunizar pelo menos 95% do público-alvo.

Para ajudar a conscientizar, o Ministério lançou alerta sobre o risco de acreditar nas falsas notícias sobre vacina e contratou a apresentadora Xuxa para relembrar que “com proteção, as doenças não voltarão”.