• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Pai de criança que teve pênis amputado durante cirurgia de fimose pede ajuda para pagar tratamento

Saúde

Pai de criança que teve pênis amputado durante cirurgia de fimose pede ajuda para pagar tratamento

Objetivo da ação é arrecadar recursos para buscar respostas o mais rápido possível e responsabilizar os envolvidos

Larissa Agnez

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação
Operação que é realizada em 30 minutos, durou cerca de quatro horas e causou uma tragédia.

Um menino de 3 anos deu entrada em um hospital na cidade de Malacacheta, em Minas Gerais, para uma cirurgia de fimose. O procedimento é realizado para retirar o excesso de pele que impede a liberação completa da glande do pênis, sendo comum a realização da cirurgia na infância. Contudo, a operação que é realizada em 30 minutos, durou cerca de quatro horas e causou um dano gravíssimo à criança: a amputação do pênis  durante o procedimento.

O caso ocorreu no dia 16 de setembro e foi exibido pelo Programa Balanço Geral (MG), da Record/TV, no dia 04 de outubro. Há 4 dias, o pai do menino, Albert Amaral, criou uma 'vaquinha' na Internet solicitando ajuda das pessoas. No texto escrito pelo pai, o intuito "é arrecadar recursos para buscar respostas o mais rápido possível, bem como a responsabilização dos envolvidos, já que a família não possui condições financeiras suficientes"

De acordo com informações do Programa Balanço Geral (MG), o médico que realizou a cirurgia morreu dois dias após o procedimento. 

Relato do Pai 

Albert Amaral conta que, após muitas horas de espera e com o fim da cirurgia, o menino reclamava de muita dor e tontura. "Solicitamos a troca dos lençóis da cama e dos curativos e, para nossa surpresa, quando a equipe de enfermagem responsável atendeu nosso pedido, percebemos que não possuía pênis visível no meu filho. Meu mundo caiu!", disse no texto. 

O pai comenta que no momento foi informado pelo médico e por uma equipe de enfermagem que "tudo aconteceu normalmente, e que o médico apenas retirou a pele e com 10 dias iria começar a desinchar e o pênis começaria a aparecer”.

Não convencido com as respostas prestadas, Albert Amaral levou a criança para o hospital Teófilo Otoni. Durante a consulta, o médico urologista afirmou que não tinha visto uma situação como aquela e marcou o procedimento cirúrgico de verificação e constatação com urgência. O pai da criança, então, foi informado que o pênis do seu filho havia sido amputado. 

Fimose

De acordo com portaldaurologia.org (Portal da Urologia), o pênis possui uma pele que cobre a glande (cabeça do pênis). Pacientes que apresentam excesso de pele peniana e não conseguem expor a glande são portadores de fimose. A fimose pode dificultar a exposição da glande e a higiene local, o que pode levar à infecção na área (chamada de balanite). Essa infecção pode causar coceira, dor e vermelhidão e incomoda muito o paciente. 

O problema pode ocorrer em qualquer idade, sendo muito comum nas crianças, mas também pode acontecer em adultos e em pacientes idosos. Nos casos nos quais o tratamento local não melhora a infecção, ou quando o paciente apresenta uma fimose muito fechada, a cirurgia precisa ser realizada.

*Com informações do relato de Albert Amaral, em texto da "vaquinha online".