Saúde

Solidariedade: doação de cabelos em prol do outubro rosa continua nesta semana na Serra

Atualmente, o câncer de mama é o tipo de tumor que mais mata mulheres no Espírito Santo

Foto: Divulgação
Mulheres ganham um novo corte de cabelo em troca da doação. 

A Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres da Serra (Seppom), em comemoração ao Outubro Rosa, promove uma campanha de doação de cabelos: mulheres ganham um novo corte de cabelo em troca da doação, que ajuda mulheres em tratamento do câncer de mama. 

Atualmente, o tumor mamário é o tipo de câncer que mais mata mulheres no Espírito Santo. A doença resultou, do ano de 2015 ao último mês de agosto, em 1.449 mortes. Além disso, entre as dez principais doenças, o câncer de mama é a sexta que mais matou as mulheres capixabas nos últimos quatro anos, ficando atrás de infarto agudo do miocárdio, pneumonia, diabetes, alzheimer e doença cardíaca hipertensiva.

Ação 

Na terça-feira (29), os cortes gratuitos serão realizados no terminal de Carapina; já na quinta-feira (31), é a vez de quem passar pelo terminal de Jacaraípe participar da boa ação, que vai sempre das 9h ao meio-dia.

O evento, realizado em parceria com a Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb), está sendo ampliado neste ano. “Em 2018, promovemos o Dia D de Doação de Cabelo no Terminal de Laranjeiras, e as cadeiras dos cabeleireiros não ficaram vazias em momento algum. Então, neste ano, decidimos levar a ação para os terminais de Carapina e Jacaraípe, permitindo que mais pessoas participem dessa campanha que é tão importante para mulheres que estão enfrentando o câncer”, explica a titular da Seppom, Luciana Malini.

Ela ainda acrescenta o quanto o gesto de doar as mechas pode contribuir com a autoestima das pacientes. “Sabemos que um dos principais efeitos colaterais do tratamento contra o câncer é a perda do cabelo, o que afeta diretamente o visual da mulher. Com as doações, serão feitas perucas para auxiliá-las nesse período de transição, até que o cabelo cresça novamente”, comenta.

Queda dos cabelos 

Após ser diagnosticado com câncer todo paciente é submetido a um tipo de tratamento: cirurgia, quimioterapia ou radioterapia, qualquer um destes procedimentos é invasivo e tem efeitos colaterais. Eles ocorrem porque os medicamentos usados na quimioterapia para o tratamento do câncer destroem as células cancerígenas e também as saudáveis, resultando na queda de cabelo, náuseas, aftas e diarreia. 

Todas as mechas arrecadadas durante a ação serão doadas para a empresária Maria Núbia, que atua no ramo de perucas há 20 anos. De forma voluntária, ela vai confeccionar as peças que serão doadas a participantes da Associação de Apoio no Combate ao Câncer (AACC) de Vitória. Na edição do Dia D em 2018, foram arrecadados 16 metros de cabelo.

Serviço- Dia D de Doação de Cabelo

- Terça-feira (29): Terminal de Carapina
- Quinta-feira (31): Terminal de Jacaraípe
- Horário: das 9h às 12h. 



Pontos moeda