Mar 2020
25

ANDREA PENA Coluna Social

Mar 2020
25

ANDREA PENA Coluna Social

Olimpíadas adiadas

Nosso medalhista olímpico de vôlei de praia Alison Cerutti está em casa, devido o toque de recolher, e achou sensata a decisão de adiar as Olimpíadas: “O próprio símbolo dos cinco arcos significa a união dos povos, não faria sentido com a Europa nessa situação. Além de atletas, temos parentes no grupo de risco e não ficaríamos tão focados”. Alison está malhando em casa, mas não é um treino de alto rendimento. Ele lembra que, apesar das políticas de contrato, patrocinadores, etc, os jogos do ano que vem prometem ser os maiores da historia, depois desse grande desastre”. Estamos na torcida!

Maria Sanz

Te vejo às 11h11!

Como diz o meme, já pode classificar como pandemia a proliferação de lives no Intagram? Não só pode como é. Ufa! Só assim pra driblar a saudade dos amigos, no caso de Maria Sanz Martins, leitores. A cronista faz uma roda de conversa ao vivo hoje, às 11h11, em seu perfil. Seu aniquinta-feira, foi comemorado em casa, comme il faut. A festa programada para a sexta foi cancelada, por motivos óbvios. Mas não faltarão oportunidades de vê-la por aí, celebrando a vida.

Alta volatilidade

No atual cenário de pandemia e pânico nos mercados envolvidos em um cenário de alta volatilidade, o desenvolvimento do mercado de capitais capixaba busca entender melhor como os negócios capixabas estão reagindo durante a crise. Ricardo Frizera convida clientes e parceiros da Apex para uma live hoje, dia 25, às 9h. Participam Antônio Benjamim (Hospital Meridional), Darks Casotti (Biancogres), Fernando Cinelli (APEX Partners), Angelo Dalla Bernardina (APEX Partners) e Marcus Buaiz (Spark).

E as obras continuam...

Leitor de AP questiona o fato de várias obras estarem a todo vapor na Praia do Canto. “Apesar da população colaborar em muito ficando em casa, algumas construtoras não interromperam as obras de alguns edifícios, de maneira a expor os trabalhadores, seus familiares e toda sociedade. Um tiro no pé. Gostaríamos de uma posição mais assertiva do governador em permitir apenas serviços essenciais, e construir prédio não parece se enquadrar nesses”. E tem mais: com tanta gente em casa, fica bastante desconfortável aguentar tanto bate-estaca…

'Normal temporário'

Gwineth Paltrow ficou feliz em saber que o mercado de agricultores locais estava aberto anteontem pela manhã. Ela foi mantendo muita distância das pessoas e vestindo máscara e luvas, tirando-as apenas quando estava quase em casa e não havia outros pedestres nas proximidades. “Ontem ouvi histórias de trilhas e parques lotados. Embora estejamos todos em uma curva de aprendizado e nem sempre somos perfeitos ao descobrir esse novo ‘normal temporário’, devemos levar as ordens a sério e não abusar das liberdades que ainda temos; mercearia e recados essenciais, passeios de bicicleta ou caminhadas (sendo disciplinado sobre o protocolo correto)”, alerta.

Força na peruca!

A tricologista Cristal Bastos contou para AP como está se adequando à rotina atual: “O grande desafio nesse isolamento, além de manter a saúde física, é manter a saúde mental. Estou desenvolvendo um protocolo pós covid-19, pois prevejo muita queda capilar após esse estresse! Tenho tentado criar definidos para leitura, e-mails e mensagens; cursos online (me matriculei num de ioga); cozinhar; um skin care mais caprichado; cuidar do cabelo e testar novos produtos e protocolos para a clínica. Tiro dúvidas de clientes online e vou entregar produtos em domicílio”.

Foi necessário...

Foi necessário um vírus para desacelerar o planeta. E ele veio por uma bofetada na nossa cara. Foi necessário um vírus para olharmos com cuidado, zelo e percebermos a fragilidade dos nossos idosos. Foi necessário um vírus para os pais ficarem com seus filhos e não atribuírem essa responsabilidade aos avós. Foi necessário um vírus para lembrarmos de conversar com Deus, pois isso andava meio fora de moda, Foi necessário um vírus para fazer a gente rezar, para fazermos orações para o mundo e não só para nós. Foi necessário um vírus para voltarmos a ter fé. Foi necessário um vírus para mostrar que classe social, raça, crença, orientação sexual não tem diferença diante de uma epidemia. O vírus fez a gente perceber que somos um, que o individualismo não resolve nada, que precisamos de todos. O vírus deu uma trégua na polaridade, afinal estamos todos no mesmo barco, olhando na mesma direção. O vírus nos privou do abraço para percebermos o quanto ele é valioso. O vírus fez a gente perceber o quanto nossas mãos precisam ser higienizadas e que com esse hábito evitaríamos muitas doenças. O vírus desacelerou até o consumismo, pois as pessoas não vão sair por aí comprando, comprando e comprando! Sairemos de casa para comprar apenas o necessário. O vírus fez cair os pedidos de fast-foof delivery pois percebemos que cozinhar para nossa família é a forma mais segura de alimentá-los. ( isso andava meio fora de moda). O vírus veio nos mostrar que o ar pode ficar mais puro com a diminuição de carros circulando, e mostrar que as pessoas podem caminhar mais. (estão evitando o transporte público).O vírus veio nos ensinar a agradecer todos os dias por estarmos saudáveis. O vírus veio nos lembrar o quanto a vida é frágil e que precisamos cuidar do nosso corpo e da nossa alma. O vírus veio nos mostrar que não devemos subestimar as coisas pequenas. Afinal ele é tão pequeno, invisível aos olhos e está mudando o comportamento do mundo. Foi necessário um vírus para a gente acordar. E aquele tempo que sempre dizíamos que não tínhamos? Então, o vírus nos mostrou que ele existe”. Autor desconhecido.

 

Quarentena

A Associação Comercial da Praia do Canto disponibiliza uma lista das lojas do bairro que estão atendendo pelo sistema de delivery. São estabelecimentos de vários segmentos que ofertam a comodidade e a segurança que o momento atual exige.

Para quem depende do comércio por delivery, pede-se que se use cartão ou pic pay, já que o dinheiro de papel pode ser um vetor de transmissão do coronavírus, já que o conserva vivo por até quatro dias caso esteja contaminado.

O médico especialista em dor crônica André Félix dá dicas e cuidados quanto à prevenção do Covid-19 hoje, 25, às 17h. Vai fazer uma live sobre “Como utilizar a alimentação como aliada no controle da ansiedade e da dor”. Quem também participa é a nutricionista Mariana Herzog.

A jornalista Andrea Pena registra os melhores momentos da vida social no Estado e mundo afora. ​Sua marca é ​observar o ​jet set, ​o ​lifestyle, as tendências e o comportamento, prezando sempre pelo fator novidade.