Dicas da Nutri que Corre: Isotônicos. Quando consumir?!

Certamente 99% dos corredores ou alguém que pratica algum tipo de esporte já consumiu, mas será que o todo mundo pode consumir?

O que são isotônicos? São bebidas esportivas formuladas para suprir as demandas do esporte. São bebidas que contém em sua composição glicose, sódio e sais minerais e, por isso, tem indicação bastante específica: hidratar atletas que realizam atividade física intensa. São meios ideais para reposição de líquidos e nutrientes perdidos durante a atividade física, ou seja, através do suor.

Muitas pessoas trocam e boa e velha água por um isotônico, mas isso pode ser perigoso. Talvez o sabor e a composição rica em sais minerais façam as pessoas pensarem que matar a sede com essa bebida seja uma boa ideia e até faça bem para o organismo. Mas não é tão simples assim.

Porém, quando consumidos de forma correta, os repositores hidreletrolíticos (isotônicos), podem ser uma poderosa arma para o atleta, pois melhoram a performance e recuperação, evitando fadiga durante e após a pratica da atividade intensa e repondo eletrólitos e glicose gastos com essa atividade. Além de evitar a desidratação.

Quando devo consumir? Eles só devem ser consumidos, se durante a atividade física que estiver praticando você perder mais de 2% do seu peso corporal durante a atividade.

  • Durante a atividade:

O quanto você deve consumir varia de até 1 litro de isotônico e 1 litro de água. A quantidade muda de acordo com quanto você suou (se você suar pouco, apenas 1 litro de isotônico, se suar muito, beba 1 litro de isotônico e mais 1 litro de água). Ideal é consumir em treinos longos com mais de 1 hora ou explosivo, ideal para consumir em treinos com dias muito quentes ou corridas que tenha um esforço grande (como subidas). Ressaltando que essa reposição durante o treino deve ser feita de forma fracionada, não de uma vez só. É importante lembrar que mesmo tomando o isotônico, é necessário beber água.

  • Após a atividade:

Após o treino, o ideal é repor 1,5 litro de líquido para cada 1 quilo perdido. precisa.Deve-se repor com metade de isotônico e metade de água, de forma fracionada, até 2 horas depois do treino.

 Quando Não devo tomar:

O isotônico contém muito sódio e pode ser perigoso, pois serve para repor e não para sobrecarregar o corpo de tais substâncias. Devem ser evitados:

Pessoas que não praticam exercícios;

Pessoas que sofrem de insuficiência cardíaca, hipertensão arterial ou doenças renais;

Crianças só devem consumir isotônicos se forem atletas que participam de competições;

Beber antes de um treino se você já fez uma refeição com carboidratos, pois a bebida contém esse nutriente também;

Não usar para substituir a ingestão de água ou sucos naturais.

Usar em excesso pode piorar os quadros de pressão alta, diabetes, sobrecarregam os rins e podem contribuir com o aumento da pressão sanguínea. Pode também prejudicar o esmalte dos dentes, causando cáries e aumentando a sensibilidade dentária. E o mais temido por algumas pessoas: pode também engordar. Muita gente toma achando que está saudável, mas tomar a bebida sem necessidade dificulta a perda de peso. Os isotônicos industrializados com 500 ml possuem cerca de 120 calorias e possuem carboidratos na sua composição.

Isotônico caseiro

Você também pode fazer em casa. É super simples de fazer, e além de economizar dinheiro, você fica livre dos corantes e conservantes dos produtos industrializados que causa alergias alimentares.

Ingredientes

250 ml suco natural de fruta cítrica (laranja, limão ou tangerina, fica a seu critério) , nesse caso pode utilizar a palatinose ( açúcar da beterraba , pó vendido em farmácias e casa de produtos para esporte).

1 colher (sopa) cheia de mel
1 colher (chá) rasa de sal
50ml de água gelada
Gelo a gosto

Modo de fazer
É só colocar todos os ingredientes em uma garrafa e agitar bem. Essa receita é para 300ml da bebida.

Nos vemos na pista!!
Bons treinos!
Bianca Passos


A seção “Dicas da Nutri que Corre” é publicada às terças-feiras. Bianca Passos é graduada pela Faculdade Salesiana e pós-graduada em Nutrição Clínica, Funcional e Estética pela Faculdade Salesiana. Participou das maratonas do Rio, Uphill, do Desafio do Pateta na Disney (21k e 42km) e do Espírito Santo, além de duas ultramaratonas – Desafio da Promessa e Desafio Vitória- Anchieta – com 65km.

Bianca PassosBianca Passos
Nutricionista Clínica, funcional e estética, Personal Diet
CRN-4: 12101198
Telefones: 3345-6500|99829-2117

Daniela Künsch

(1491Publicações)

Daniela Künsch é jornalista desde 2002, editora chefe do jornal Folha Vitória e corredora amadora. Depois de chegar aos 133 quilos, perdeu 65, e encontrou na corrida força e inspiração para não voltar à obesidade.