Mar 2021
4
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Mar 2021
4
Ricardo Frizera
MUNDO BUSINESS

porRicardo Frizera

Recorde reflete bom momento da indústria de celulose no ES

Localizado em Aracruz (ES), o Portocel possui capacidade para embarcar 7,5 milhões de toneladas de cargas gerais– como celulose, óleo, gás e granéis– por ano. O terminal movimenta a celulose exportada pelas empresas Cenibra, Suzano e Veracel (joint operation Stora Enso e Suzano).

Dias antes do seu aniversário de 43 anos de operação, o Portocel registrou o recorde mundial de embarque de celulose. Foram 39.048 toneladas embarcadas em 24 horas de operação. O marco foi registrado no dia 23 de fevereiro, durante embarque no navio Osakana, da Saga Welco, especializado na movimentação desse tipo de carga.

Segundo a coordenadora de inteligência da Portocel, Valéria Provete, o “o mercado de celulose em ascensão e passou bem pela crise, contudo o setor portuário foi drasticamente impactado. Frente a esse desafio, ter um recorde e um diferencial para o segmento e o setor logístico. Mesmo com desafios impostos pela pandemia, conseguimos implementar um sistema de gestão de recursos para que pudéssemos construir bons resultados operacionais.”

Os recordes anteriores de embarque de celulose também eram da Portocel: a melhor marca era de 2015 com 37.168 toneladas em 24 horas de operação.

O estabelecimento desse recorde ocorre em um momento em que o mercado de celulose mostra da robustez no Espírito Santo. Entre janeiro e agosto de 2020, período de agravamento da crise desencadeada pela pandemia, o setor de papel e celulose cresceu 10,3% no Espírito Santo enquanto os demais permaneceram estagnados, em média. No período, o setor ainda gerou 296 vagas formais. Os dados são do Ideies.

Dados do Instituto Jones dos Santos Neves ainda apontam que a exportação de celulose possui participação relevante no comércio exterior capixaba. Em janeiro de 2021, o estado exportou mais de 134 mil toneladas de celulose, o que gerou uma receita de 40,25 milhões de dólares (quase R$ 230 milhões na cotação atual).

A maior contribuição do papel e celulose para o Espírito Santo é o investimento de quase R$ 1 bilhão que a Suzano realizou no ES. O valor foi destinado para a expansão de áreas florestais, para a modernização da unidade da Suzano em Aracruz e para a construção da fábrica de papel higiênico em Cachoeiro de Itapemirim (ES).

Famílias obtém permissão para tratamento com canabidiol no estado

Recente decisão proferida pelo TJES  determinou que seja fornecido tratamento com medicamento a base de Canabidiol para criança com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA), devendo todo o tratamento ser custeado pelo Poder Público.

A decisão está em consonância com recente decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), que em decisão recente, regulamentou o registro de medicamentos à base de Canabidiol no Brasil, permitindo sua venda sob prescrição médica.

Nesse caso, Guilherme Almeida, advogado da APD Advogados, ressalta que foi demonstrado que o paciente havia apresentado melhoras com o tratamento, e que dependia desta medicação para que fosse cumprido o direito à vida e ao acesso à saúde, obrigação de estado pela Constituição Federal.

Postado Agora

UVV comemora 45 anos

Em 5 de março de 1976, o professor Aly da Silva inaugurava o Curso Superior de Ciências Sociais de Vila Velha, hoje Universidade Vila Velha. Após quatro décadas e meia de atividade, a UVV se consolida como uma referência nacional em educação e figura como a melhor universidade privada do país.

Postado Agora

Vale é a ação preferida do BTG Pactual para março

Na Carteira Recomendada de Ações do BTG Pactual de março, divulgada pela Apex Partners, a maior posição, com 15% da carteira é de Vale SA (VALE3). Petrobrás, B3, Rede D’Or, PagSeguro e TOTVS tem peso de 10% na carteira.

Postado Agora

Tesla é ação mais negociada por brasileiros

A montadora de carros elétricos Tesla é a ação negociada na bolsa americana que os brasileiros mais investiram em fevereiro

Postado Agora

IPO 'tech'

A Bionexo deve se tornar a primeira healthtech listada na América Latina, e pode estrear na B3 valendo até R$ 1 bilhão

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas