Set 2021
25
Luiz Stanger
MUNDO IMOBILIÁRIO

porLuiz Stanger

Set 2021
25
Luiz Stanger
MUNDO IMOBILIÁRIO

porLuiz Stanger

Cozinha: o coração da nossa casa!

Funcionalidade é tudo!

Em qualquer composição de layout, foque sempre na “triangulação da funcionalidade”. Este termo significa que a cozinha foi preparada para um fluxo dinâmico, onde o posicionamento da geladeira, fogão e pia devem proporcionar uma sequência de: retirada da geladeira em direção a limpeza e higienização na pia e, em seguida, liberado para a cocção. Isso não é uma regra. Caso não tenhamos espaço para bancadas dos dois lados, a cozinha pode ser de forma linear, tentando deixar o máximo de espaço de bancada livre possível.

Funcionalidade com segurança é melhor ainda!

Atente-se aos afastamentos entre fogão ou cooktop e as laterais de armário. é muito comum encontrar em residências situações onde o produto está enclausurado, impedindo que as têmporas deste lado sejam utilizadas de maneira segura e funcional. Tente visualizar uma panela com cabo. Provavelmente este cabo não terá espaço para ficar totalmente fora do fogão, impedindo o bom funcionamento.

Cuidados com os embutidos

Nunca embuta completamente, em um mobiliário, equipamentos que não tenham essa função. Os aparelhos precisam de uma ventilação mínima informada no manual técnico, e que deve ser preservada para o bom funcionamento. Um caso clássico é o do microondas. No caso do aparelho ser embutido, priorize como altura máxima 1,30m do chão até o equipamento. É extremamente importante que seja possível visualizar o produto em uso, e que o manuseio seja seguro. Se não puder seguir esta altura, é melhor posicioná- lo na parte inferior dos armários.

 

Cuidado com as bancadas e as áreas molhadas

O segredo está nos detalhes!

Lembre-se de considerar soco na parte dos armários. Além de facilitar muito a limpeza e proteção dos armários, por evitar que a sujeira entre embaixo da marcenaria, também auxilia na estruturação do móvel e ergonomia na hora do uso. Geralmente ele é em alvenaria e sua frente é revestida em porcelanato ou em pedra, possui altura média de 15 centímetros e é recuado 10 centímetros da profundidade do armário.

Bancada: a rainha da cozinha!

Atentar para profundidades de bancadas de 65 centímetros até 70 centímetros para caber os equipamentos, cubas e torneiras. As alturas das bancadas, por exemplo, giram em torno de 92 centímetros. Armários inferiores seguem a profundidade da bancada e os armários superiores são um pouco mais recuados para deixar o acesso livre para quem se aproxima da bancada, que geralmente é uma área onde as pessoas se inclinam levemente para frente quando estão utilizando-a.

Cuidado com as áreas molhadas!

Ainda sobre as bancadas, ideal que elas sejam detalhadas com espaços para áreas molhadas (saia de proteção para a água) e espaços de áreas secas (locais de apoio), e no momento da instalação dos armários, considere uma montagem que propicie uma “pingadeira”. Desta maneira, caso algum líquido escorra pela bancada, não encontrará o armário, e assim o protegerá. Bacana usar puxadores metálicos que podem ser revestidos com lâminas do mesmo material dos armários ao invés de cavas na própria marcenaria, protegendo seus armários da água e de gorduras.

Veja também

As informações/opiniões aqui escritas são de cunho pessoal e não necessariamente refletem os posicionamentos do Folha Vitória

Pular para a barra de ferramentas