• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

O ano começa agora! Veja dicas para quitar as dívidas, limpar o nome e sair do vermelho

Economia

O ano começa agora! Veja dicas para quitar as dívidas, limpar o nome e sair do vermelho

O Carnaval acabou, agora é hora de levantar os gastos e se preparar para 2015. Planejamento e controle financeiro são palavras de ordem para quem deseja quitar as dívidas e limpar o nome

O Carnaval acabou. Agora é a hora de levantar os gastos e preparar um plano de ação para prosseguir com o ano no azul. Planejamento e controle financeiro são palavras de ordem para quem deseja quitar as dívidas e limpar o nome. Para ajudar o consumidor a organizar a sua vida financeira, o Procon-ES dá algumas dicas.  

Para ajudar o consumidor a organizar a sua vida financeira, o Procon-ES dá algumas dicas Foto: Divulgação

A primeira é evitar realizar empréstimos para pagar dívidas e despesas do dia a dia, pois isso pode não ser a melhor opção para se livrar do endividamento. “Muitos consumidores não conseguem quitar a dívida que possuem e acabam se endividando ainda mais”, informa o diretor-presidente do Procon Estadual, Ademir Cardoso. 

Ele recomenda que toda a família seja envolvida nesse processo para que as transformações possam acontecer. “O endividado deve elaborar um plano para controlar as despesas e se livrar das dívidas, economizando mesmo nos hábitos diários. É importante anotar tudo que está devendo e deixar em local visível. É comum a pessoa esquecer algum pagamento, ocorrendo na cobrança de altos juros e até na negativação desse consumidor”, ressalta.

Visualize a extensão da dívida 

Primeiro é preciso visualizar a extensão da dívida e se planejar para a solução do problema. 

- Liste todas as dívidas que possui com empréstimos e financiamentos (para quem deve, quanto deve, há quanto tempo);
- Relacione todas as despesas mensais como contas de água, luz, telefone, plano de saúde, combustível, cartão de crédito, dentre outras;
- Faça uma busca nos cadastros de proteção ao crédito (SPC/Serasa) verificando se há alguma restrição;
- Some ao seu salário algum rendimento extra, colaboração de familiar, poupança, dentre outros que possam ser utilizados para quitar as dívidas.

Controle os gastos 

Após listar quanto deve e quanto realmente ganha, faça algumas mudanças de hábitos. 

- Adeque o seu padrão de vida aos seus reais rendimentos;
- Corte os supérfluos como TV a cabo, ande menos de carro, gaste menos água, energia elétrica e economize também no supermercado;
- Planeje sempre as compras. Não compre por impulso e gaste somente o necessário; 
- Pesquise os preços e avalie o Custo Efetivo Total (CET) antes de comprar qualquer produto parcelado ou contratar um serviço. Não se preocupe somente com os juros, pois existem outras tarifas embutidas que podem onerar os preços;
- Não some ao seu salário o valor do limite do cheque especial e cartão de crédito; 
- Busque atividades de lazer gratuitas;
- Evite levar na carteira o cartão de crédito ou talão de cheques. Prefira pagar à vista evitando novas dívidas. 

Negocie as dívidas 

Depois de organizar as dívidas e paralelo ao controle dos gastos, é imprescindível a negociação das dívidas pendentes com os credores. 

- O primeiro passo é saber quanto pode disponibilizar do salário para quitação das dívidas;
- Na hora da negociação, deixe claro para o fornecedor o valor que poderá pagar e não aceite uma proposta difícil de cumprir;
- Se tiver alguma poupança, avalie a possibilidade de utilizá-la para quitação das dívidas e faça uma negociação para pagamento à vista. Nesses casos, muitas empresas fazem bons descontos;
- Caso não tenha dinheiro guardado, avalie a possibilidade de obter crédito com taxas menores, como o empréstimo consignado ou utilizando a portabilidade de crédito. Mas, cuidado! Neste caso, fique bem atento a todos os valores embutidos nas operações, principalmente dos juros, taxas e demais encargos. Faça uma avaliação cuidadosa e veja se vale à pena. Às vezes a portabilidade ou empréstimo ficam ainda mais caros que a dívida atual;
- Se não puder arcar com o pagamento de alguma parcela do seu empréstimo, financiamento ou da fatura de algum serviço, não deixe as contas acumularem. Faça contato imediatamente com a empresa e tente uma negociação;
- Ao firmar um acordo de renegociação ou obter a quitação de uma dívida, guarde os comprovantes de pagamento e verifique se houve a regularização da situação perante os cadastros de inadimplentes.

Limpe o seu nome 

Após a quitação do débito ou pagamento da primeira parcela da dívida negociada, o consumidor deve ter o nome retirado dos cadastros de inadimplentes. Lembrando que a empresa tem até 05 (cinco) dias para regularizar a situação. 

Atendimento do Procon-ES 

Se não conseguir negociar diretamente com a empresa ou caso a proposta não seja satisfatória, procure o atendimento do Procon Estadual para auxílio na negociação. Os atendimentos são realizados na Avenida Princesa Isabel, 599, Ed. Março, 6º andar, Centro, Vitória das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira ou na Unidade Faça Fácil, em Cariacica, das 8 às 17 horas, se segunda a sexta-feira e das 8 às 13 horas, no sábado. 

Para que seja possível viabilizar o acordo é preciso que tenha disponível a Carteira de Identidade, o CPF, as últimas faturas, as propostas oferecidas e as suas condições de pagamento (à vista ou parcelado).