Ganho do BC com swap é reduzido para R$ 4,794 bilhões em fevereiro até dia 19

Economia

Ganho do BC com swap é reduzido para R$ 4,794 bilhões em fevereiro até dia 19

Redação Folha Vitória

Brasília - O ganho do Banco Central com operações de swap cambial diminuiu de R$ 11,132 bilhões em fevereiro até o dia 12 para R$ 4,794 bilhões no acumulado do mês até a sexta-feira da semana passada, conforme dados atualizados nesta quarta-feira, 24, pela instituição. Em janeiro, o BC teve prejuízo de R$ 16,769 bilhões com esses leilões. Todos os números são pelo critério de contabilidade caixa.

Já pelo critério de competência, as perdas da autoridade monetária com swap em fevereiro até o dia 19 somam R$ 2,445 bilhões. O resultado por este critério inclui ganhos e perdas ocorridos no mês, independentemente da data de liquidação financeira. A liquidação financeira desse resultado (caixa) ocorre no dia seguinte, em D+1.

O BC informou hoje também que obteve um lucro de rentabilidade com a administração das reservas internacionais de R$ 10,120 bilhões no início de fevereiro. Entram nesse cálculo ganhos e prejuízos com a correção cambial, a marcação a mercado e os juros. O resultado líquido das reservas, que é a rentabilidade menos o custo de captação, ficou negativo em R$ 970 milhões no período. Com isso, para o BC, o resultado das operações cambiais ficou no vermelho em R$ 3,416 bilhões em fevereiro até o dia 19.

No acumulado do ano até esse dia, o BC registra prejuízo com as operações de swap: R$ 11,975 bilhões (caixa) e R$ 4,728 bilhões (competência). A instituição, no entanto, retém R$ 64,398 bilhões de lucro com as reservas. O resultado líquido está positivo no período em R$ 37,970 bilhões e o das operações cambiais, em R$ 33,243 bilhões.

O BC sempre destaca que, tanto em relação às operações de swap cambial quanto à administração das reservas internacionais, a autarquia não visa lucro, mas fornecer proteção (hedge) ao mercado em tempos de volatilidade e manter um colchão de liquidez para momentos de crise.