• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

CNC vê queda de 0,2% na confiança do comércio de abril

Economia

CNC vê queda de 0,2% na confiança do comércio de abril

Rio - A confiança dos empresários varejistas completou seis meses de queda em abril. Neste mês, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) caiu 0,2% ante março, já considerados os ajustes sazonais, informou a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Em relação a abril de 2013, a queda foi de 8,0%.

Com o resultado, o índice chegou aos 116,4 pontos, o menor patamar registrado em 22 meses e próximo ao piso histórico, de 115,7 pontos, verificado em julho de 2012.

A queda na confiança foi influenciada por um recuo de 0,4% no índice que mede a percepção dos empresários sobre as condições atuais - por sinal, este indicador chegou ao mínimo histórico de 91,4 pontos. "Tanto em relação a abril de 2013 quanto no comparativo com o mês anterior, a avaliação menos favorável da economia foi o item que apresentou os maiores recuos", indicou a CNC.

Além disso, o índice que mensura as expectativas dos empresários diminuiu 0,4% ante março, a quinta redução seguida. O menor otimismo com o desempenho do setor é o principal determinante para este movimento e é, segundo a CNC, coerente com a expectativa de que as vendas do setor em 2014 ficarão ligeiramente acima do verificado em 2013 (4,3%). "Ainda assim, 81,3% das empresas esperam um cenário melhor para o comércio nos próximos meses", ponderou a CNC, em nota.

O indicador que mede a intenção de investimentos dos empresários varejistas foi o único a registrar alta, ainda que leve, de 0,1% em relação a março. O principal tipo de investimento deve ser a contratação de mão de obra. "Dentre as empresas pesquisadas, 70,1% deve contratar nos próximos meses. Porém, a maioria (55,0%) deve fazê-lo de forma moderada", destacou a CNC.