Levy almoça com representantes de multinacionais do Reino Unido-

Economia

Levy almoça com representantes de multinacionais do Reino Unido-

Redação Folha Vitória

Brasília - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, fez uma pausa nas negociações sobre as medidas provisórias de ajuste fiscal que tramitam no Congresso para se encontrar, no início da tarde desta quarta-feira, 6, com representantes de grandes empresas do Reino Unido. A agenda oficial do ministro não dava detalhes do encontro, dizia apenas se tratar de almoço na embaixada do Reino Unido.

A reunião promoveu o encontro de Levy com representantes de multinacionais do País que investem no Brasil. Na próxima terça-feira, 12 , Levy estará em Londres, onde discursará em jantar de gala da Câmara Brasileira de Comércio na Grã Bretanha, que concede prêmio a personalidades do mundo dos negócios. Neste ano, um dos premiados é o brasileiro Marcos Molina, presidente da Marfrig.

Entre as companhias presentes na reunião desta tarde estavam a BP Energy e a BG Group, da área de energia, a BT Global Systems, de telecomunicações, a farmacêutica GSK e a petrolífera anglo-saxônica Shell.

Levy chegou com 40 minutos de atraso, quando todos os representantes das empresas britânicas já esperavam no local. A reunião durou quase duas horas. Entre os questionamentos feitos a ele estavam as perspectivas para o câmbio e simplificação administrativa, segundo informou um participante. Na entrada e na saída do encontro, o ministro driblou a imprensa usando diferentes acessos para o prédio.

Em meio ao cenário de aperto fiscal, com a diminuição da capacidade de investimento do governo e menos participação do BNDES no financiamento de projetos, a equipe econômica de Dilma Rousseff tem defendido a busca de empresas estrangeiras para destravar os investimentos no País, principalmente na área de infraestrutura.