• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Indústrias paradas e prejuízo chega a R$ 300 milhões do ES

Economia

Indústrias paradas e prejuízo chega a R$ 300 milhões do ES

No mercado interno, cerca de R$ 20 milhões deixam de ser vendidos por dia, segundo a federação capixaba do comércio

As fabricas estão parando as produções / Foto: Reprodução TV Vitória

Um dos setores atingidos pela greve dos caminhoneiros foi o das indústrias. Por conta da paralisação, a produção e a exportação diminuiu no Espírito santo. Além disso, há empresas que paralisaram a produção, pois não possuem mais local para estocar os produtos que não saem para serem distribuídos.

De acordo com a Federação das Indústrias, as perdas chegam a R$ 300 milhões. No mercado interno, cerca de R$ 20 milhões deixam de ser vendidos por dia, segundo a federação capixaba do comércio.

No comércio exterior, o prejuízo estimado é de R$ 400 milhões em mercadorias não entregues. O que reflete na queda da arrecadação de impostos estaduais, segundo o sindicato do comércio de importação e exportação do espírito santo. Procurado, o Governo disse ainda não ter calculado as perdas.

Em uma cooperativa de laticínio em Nova Venécia, no noroeste do Estado, as máquinas de fabricação de iogurte foram lacradas e os caminhões ficaram parados do lado de fora. O estoque está cheio, mas não há espaço para mais produtos. Já os caminhões que conseguiram sair estão parados em bloqueios no Brasil.

Já em uma fábrica de tinta e argamassa desde a semana passada a produção diminuiu e as máquinas só trabalham na metade da capacidade. Segundo o gerente de operações, a produção de 100 mil litros diários de tinta vai parar.