Levy diz que explicou à Moody's os desafios no curto prazo

Economia

Levy diz que explicou à Moody's os desafios no curto prazo

Redação Folha Vitória

São Paulo - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, afirmou nesta quinta, 16, que a reunião com representantes da agência internacional de classificação de risco Moody's, que aconteceu hoje em Brasília, foi boa e que ele explicou o momento vivido pela economia brasileira. "A conversa com a Moody's está bem. Tenho explicado os desafios no curto prazo", disse em entrevista à rádio CBN. "O setor financeiro às vezes fica um pouco aflito, mas isso (as reuniões) é parte da travessia", completou.

Conforme revelou o Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, nessa quarta, 15, Levy não vai jogar a toalha em relação à avaliação da Moody's e a preocupação agora é evitar um outlook negativo da agência, o que poderia colocar a classificação do Brasil à beira da perda do grau de investimento.

Segundo o ministro, a economia brasileira está se adaptando. "Não tivemos um fiscal muito apertado, o fiscal deu uma organizada", disse. Levy comentou que a arrecadação tem ficado um pouco abaixo das expectativas, mas que o movimento é natural, pois "há muita incerteza". "A arrecadação tem sido frustrada além do ciclo econômico. E a arrecadação está sendo frustrada em parte porque as empresas estão querendo ficar líquidas", afirmou.

Para Levy, parte das incertezas está em saber "qual vai ser o jogo daqui para frente". Segundo ele, é preciso tomar medidas que permitam que o País avance casas neste "jogo". "Às vezes tem uma rodada que manda voltar uma casa para trás e a gente quer andar para frente", disse.