Produtos diversos puxam queda de faturamento real da indústria, diz CNI

Economia

Produtos diversos puxam queda de faturamento real da indústria, diz CNI

Redação Folha Vitória

Brasília - O grupo de produtos diversos foi o que apresentou a maior queda de faturamento real na indústria de transformação em maio ante o mesmo mês do ano passado, conforme divulgou nesta quinta-feira, 2, a Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a entidade, houve recuo de 40,7% no período, o que tornou a situação acumulada do quadrimestre de 2015 negativa em 35,8%.

Também tiveram desempenhos negativos significativos os setores de vestuário (-32,6% em maio e -27,6% nos cinco primeiros meses), veículos automotores (-29,3% e -22,9%), máquinas e equipamentos (-24,5% e -21,2%) e na metalurgia (-22,7% e -17,7%).

Apenas cinco setores apresentaram resultados mais positivos no mês de abril. Foram eles: impressão e reprodução (33%6,8), mesmo com a recuperação, o setor ainda acumula um resultado negativo para os cinco primeiros meses do ano (12,5); químicos (15,5% e 18,2%), madeira (14,2% e 12,3%), celulose e papel (5,9% e 6,8%) e outros equipamentos de transporte (5,8% e 0,7%).