Levy diz ser preciso decidir se queremos reduzir gastos ou aumentar impostos

Economia

Levy diz ser preciso decidir se queremos reduzir gastos ou aumentar impostos

Levy disse ainda que o Brasil tem um caminho para o desenvolvimento, sendo que é preciso acertar as reformas estruturais. "O setor público precisa ter um olhar diferente para o gasto

Redação Folha Vitória
 ministro da Fazenda disse ainda que o ajuste no curto prazo vem funcionando.  Foto: ​Divulgação

Campos de Jordão - O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse, na tarde deste sábado, que o governo não pode ficar em uma eterna ambiguidade. "Tem que decidir se quer reduzir gastos, controlar e melhorar a qualidade, ou se vamos continuar aumentando impostos", afirmou. Para ele, com o fim do ciclo das commodities, o aumento de produtividade do governo é um caminho. "Isso só vai acontecer também se todo mundo acreditar, não adianta só pedir sem pensar um pouquinho em como isso será alcançado", considerou.

Levy disse ainda que o Brasil tem um caminho para o desenvolvimento, sendo que é preciso acertar as reformas estruturais. "O setor público precisa ter um olhar diferente para o gasto. Não é só cortar. Temos que ver o que queremos e como faremos e aí fazer escolhas. Não pode haver ambiguidades do governo e na sociedade", afirmou em apresentação no 7º Congresso Internacional de Mercados Financeiros e de Capitais organizado pela BM&FBovespa em Campos do Jordão, interior de São Paulo.

O ministro da Fazenda disse ainda que o ajuste no curto prazo vem funcionando. "Tem reajuste de preços, você tem um acerto fiscal. E se toma medidas na política monetária para evitar que o acerto dos preços realimente a inflação, e isso vem acontecendo", disse.