G-20: Dilma mostra preocupação com nova onda de subsídios agrícolas

Economia

G-20: Dilma mostra preocupação com nova onda de subsídios agrícolas

Redação Folha Vitória

Antália, Turquia - A preocupação com o aumento dos subsídios agrícolas fez parte do discurso da presidente Dilma Rousseff no almoço de abertura da reunião de cúpula das 20 maiores economias do mundo, o G-20. A presidente brasileira também cobrou dos países responsabilidades diferenciadas nas metas para o clima. Dilma sugere que economias ricas tenham maiores responsabilidades e apoiem nações em desenvolvimento.

Durante o discurso, Dilma alertou que o atual cenário econômico - desaceleração de algumas economias importantes e os preços mais baixos das commodities - pode levar alguns países a adotarem medidas protecionistas. Como negociadores brasileiros têm sinalizado nas últimas semanas, Dilma demonstrou preocupação com a possibilidade de que a queda do preço das matérias-primas aumente a concessão de subsídios, especialmente os agrícolas.

Apesar da preocupação com subsídios a alguns setores do campo, Dilma ressaltou a importância de se proteger pequenos produtores nos países mais pobres. A presidente lembrou que são esses produtores que respondem pela maior da oferta de alimentos no mundo.

Fora da economia, Dilma expressou o desejo do Brasil de que o mundo alcance um acordo justo e, ao mesmo tempo, ambicioso e duradouro na conferência sobre o clima, a COP, que será realizada nos próximos dias em Paris. Ao lembrar que o Brasil tem avanços nesse tema, a presidente defendeu que países devem ter responsabilidades comuns nas metas para redução da emissão de carbono, mas defendeu que haja referências "diferenciadas".