Gás, energia, café e até multas: veja reajustes que vão fazer seu bolso doer a partir deste mês

Economia

Gás, energia, café e até multas: veja reajustes que vão fazer seu bolso doer a partir deste mês

O gás de cozinha está mais caro, o preço do café subiu, as multas estão mais salgadas e a energia elétrica terá acréscimo no valor . Estes são os "presentes" de novembro

Os consumidores pagarão R$ 1.50 a mais na sua conta de energia elétrica para cada 100 kWh de energia consumidos. O penúltimo mês do ano já está ‘na área’, mas ele não veio carregado com a ansiedade de muitos com as festas de final de ano. O mês de novembro chegou e, com ele, as carteiras estão mais vazias com o aumento na conta de luz, no valor da botija de gás, das multas de trânsito, alimentos. 

Quem quiser fazer uma reserva para as lembrancinhas das festas de final de ano deve ser muito disciplinado porque não vai sobrar muito dinheiro. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou no final do mês de outubro que os consumidores voltariam a pagar a taxa extra das bandeiras tarifárias a partir deste mês, cuja bandeira de cor amarela já está em vigor.

Com isso, os capixabas pagarão R$ 1.50 a mais na sua conta de energia elétrica para cada 100 kWh de energia consumidos. A volta da bandeira tarifária se deu por conta da estiagem, ou seja, da falta de chuva em boa parte do país. 

Os consumidores pagarão R$ 1.50 a mais na conta de energia elétrica para cada 100 kWh de energia utilizados Foto: Agência Brasil

E ainda por causa da falta de chuva, o cafezinho do capixaba está amargo e mais caro. De acordo com produtores da região sul do Estado, o preço da saca de café teve um aumento de 100% no valor de comercialização. O aumento é repassado para os consumidores finais.

E não é só o café que registrou aumento de preço. Antes da estiagem prolongada, a caixa do tomate era vendida até R$ 15 e hoje está R$ 70, o mesmo aconteceu com o quiabo e a batata doce, que a caixa era vendida por R$ 15 e hoje a batata varia entre R$ 50 e R$ 60 e o quiabo R$ 70.

Passou o susto e fez a feira? – Cozinhar os alimentos também não vai ficar baratinho. O preço do botijão de gás também sofreu reajuste (e duas vezes). A botija de gás de cozinha de 13 quilos ficou R$ 0,47 mais cara em todo o Estado. Com o aumento, o valor médio da botija na Grande Vitória passou de R$ 58 para R$ 58,50.

Ficou estressado ao ler esta reportagem e resolveu dar uma voltinha de carro? – Cuidado! Não segure o celular enquanto estiver dirigindo e fique atento para não cometer nenhuma infração de trânsito. 

Desde o dia 1º de novembro, entraram em vigor algumas alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB).  A nova lei reajustou o valor das multas por infrações de trânsito. A infração leve passou de R$ 53,20 para R$ 88,38. A multa por infração média foi de R$ 85,13 para R$ 130,16. Para as infrações graves, o valor de R$ 127,69 subiu para R$ 195,13. Já as multas por infração gravíssima, que tinham o valor de R$ 191,54 hoje custam R$ 293,47.

É preciso ter disciplina para manter as contas em dia Foto: Divulgação