• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Vendas de Natal: comércio capixaba pode faturar até R$ 690 milhões em 2019

Economia

Vendas de Natal: comércio capixaba pode faturar até R$ 690 milhões em 2019

Com essa grande expectativa e movimentação da data, estima-se que sejam criados de 4 a 5 mil empregos temporários

Foto: internet

O empresário do comércio varejista está mais confiante para as vendas do Natal 2019. É o que diz a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Espírito Santo (Fecomércio-ES), que diante de um cenário mais favorável, em comparação ao ano passado, estima uma alta de 6,3% nas vendas do comércio varejista no Natal. Isso representará uma movimentação no faturamento real de R$ 692,7 milhões no comércio capixaba.

Com essa grande expectativa e movimentação da data, estima-se que sejam criados de 4 a 5 mil empregos temporários, ocorrendo com mais expressividade nos três últimos meses do ano. É esperado também, que 25% dos ocupantes dessas vagas possam ser efetivados para o ano que vem.

Na análise do presidente da Fecomércio-ES, José Lino Sepulcri, um somatório de fatores influenciou a expectativa de alta para as vendas do Natal desse ano. “Além do desempenho das vendas do comércio do Espírito Santo estar caminhando para mais um crescimento no ano, o cenário mais favorável com a recuperação gradativa do mercado de trabalho, a liberação de recursos do FGTS, pagamento do 13º salário junto aos juros baixos e inflação controlada traz um ambiente de boas expectativas.”, explicou.

Considerada a melhor e a mais esperada data comemorativa para o comércio em todo o país, o Natal é seguido de outras festividades que acontecem no mês de dezembro e que, juntas, são uma oportunidade de potencializar as vendas e fechar o ano no azul.

O valor desembolsado para o presente ficará em torno de R$ 150,00. Alimentos, vestuário, brinquedos e telefonia serão as principais escolhas.

Brasil

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) revisou de +4,8% para +5,2% a expectativa de crescimento do volume de vendas de Natal de 2019. Se confirmada a projeção, o setor vai registrar o maior avanço real das vendas natalinas desde 2012 (+5,0%), aproximando-se do nível de vendas registrado antes da recessão. O Natal é a principal data comemorativa do varejo brasileiro, devendo movimentar R$ 36,3 bilhões neste ano. O nível recorde de vendas ocorreu em 2014, quando o setor registrou movimentação financeira de R$ 36,5 bilhões.

Entre os segmentos do varejo, os principais destaques em relação à movimentação financeira total neste ano, pela ordem, deverão ser: hiper e supermercados (R$ 13,1 bilhões); lojas de vestuário (R$ 9 bilhões); e estabelecimentos de artigos de uso pessoal e doméstico (R$ 5,8 bilhões). Juntos, esses três ramos do varejo deverão faturar R$ 77 de cada R$ 100 gastos no Natal.

Regionalmente, os Estados de São Paulo (R$ 10,6 bilhões), Rio de Janeiro (R$ 3,5 bilhões), Minas Gerais (R$ 3,3 bilhões) e Rio Grande do Sul (R$ 2,8 bilhões) concentrarão mais da metade da movimentação financeira prevista.

Nota técnica

Os dados da estimativa de faturamento para o Natal 2019 foram elaboradas pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e disponibilizados à Fecomércio-ES para elaboração da análise estadual. A análise local foi elaborada pela Assessoria Econômica da Fecomércio-ES.