Mesmo com pandemia, 50% dos consumidores pretendem fazer compras neste Natal

Economia

Mesmo com pandemia, 50% dos consumidores pretendem fazer compras neste Natal

Para os outros 50% que não pretendem presentear este ano, a principal justificativa é o fato de a situação financeira estar mais difícil

Foto: Pixabay

Os desafios trazidos pela pandemia deverão impactar nas compras de Natal deste ano, segundo pesquisa realizada pela CDL Vitória. O levantamento da entidade lojista aponta que 50% dos consumidores entrevistados pretendem presentear na data, sendo que a maioria (48,7%) deve gastar menos em 2020, se comparado ao ano passado, enquanto 38,5% intencionam gastar a mesma quantia.

Para os 50% que não pretendem presentear este ano, a principal justificativa é o fato de a situação financeira estar mais difícil por conta da pandemia (44,7%).

“Os consumidores estão mais cautelosos devido às incertezas no cenário político e na economia. De qualquer forma, o Natal continua sendo a melhor data para o comércio e acreditamos que ele será responsável por uma movimentação muito importante para o setor”, afirmou o superintendente da CDL Vitória, Wagner Júnior Corrêa.

Principais presentes serão roupas e calçados

O levantamento também mostra que os produtos mais buscados por quem vai presentear são roupas (51,3%), calçados (28,2%) e brinquedos em geral (12,8%). A maior parte dos entrevistados (56,4%) pretende gastar até R$ 100 em cada presente.

Diante da crise, a pesquisa de preços se torna grande aliada do consumidor: 94,9% afirmam que vão pesquisar antes de comprar os presentes, sendo que o shopping continua sendo o lugar preferido para 46,2% dos entrevistados, seguido do comércio de rua (43,6%).

Em relação à forma de pagamento, 51,3% pretendem pagar em dinheiro e 25,6% devem usar o cartão de crédito.