É BOM SABER

Alimentos que turbinam a saúde do coração

Apesar dos cuidados habituais que você tem com a sua alimentação, pesquisadores sugerem a adição de 10 alimentos que podem fazer muito bem ao seu coração.
Veja quais são e acrescente-os na sua dieta:

Aspargos: pouco valor nutritivo, mas é rico em vitaminas A, C e D e alguns sais minerais, como ferro e cálcio. Como é pobre em calorias e em carboidratos, recomenda-se seu uso para pessoas que precisam manter ou perder peso. Possui várias propriedades medicinais, entre elas: adstringente, antiinflamatória, estimulante, laxante, remineralizante e sedativa. Porém, sua característica mais conhecida é a de estimular a diurese, e conseqüentemente contribuir para a diminuição de líquidos.

Chocolate: do grego “theobroma”, a palavra cocolate significa “alimento dos deuses”. É composto basicamente por cacau, gordura, açúcar, contém vitaminas A, B, C, D e E, além de potássio, sódio, ferro e fósforo. Além de muitas calorias… cada 100 gramas dessa delícia contém cerca de 550 kcals. Entre os benefícios apresentados por ele, podemos destacar ao seu poder energético, antioxidante e estimulante. Pode auxiliar, também no combate à depressão e à ansiedade por aumentar a produção de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem-estar. Na hora da compra opte pelo amargo e limite seu consumo a no máximo 50 gramas / dia.

Peixes: salmão e arenque: esses peixes atuam como poderosos protetores do coração. Ricos em ácidos graxos omêga 3 são responsáveis por evitar a formaçõa de placas que obstruem as artérias. O salmão reduz o colesterol, combate os triglicerídeos, dissolve placas de gorduras, é eficaz no tratamento e prevenção do cancêr de mama, além de apresentar baixo valor calórico.

Aveia: é uma ótima fonte de fibra, fácil de encontrar e de baixo custo. Além de ser boa fonte de proteína, cálcio, ferro, magnésio, zinco, cobre, manganês, tiamina, folacin e vitamina E. O mecanismo de ação das fibras é unir-se as lipoproteínas (LDL – colesterol ruim) e as expelir do organismo.

Laranja: pesquisadores da Universidade Hebraica de Jerusalém relataram que as flavanonas (uma subcategoria de flavonóides), substâncias encontradas nas laranjas, podem diminuir o colesterol LDL e aumentar o colesterol HDL.

Mamão: ótima fonte de enzimas digestivas e do mineral potássio. Acredita-se que ele ajuda a manter as contrações musculares.



Ameixas secas:
contém altos níveis de antioxidantes e fibras. As fibras têm se mostrado um componente crucial na longevidade e na prevenção das doenças cardíacas.

Molho de tomate: o bom resultado fica por conta do licopeno, pigmento vermelho que atua como antioxidante, prevenindo o envelhecimento celular. Pesquisas indicam que o aumento do consumo de licopeno reduz pela metade o risco de um ataque cardíaco. No molho de tomate a concentração de licopeno é maior.

Alho: indicado para auxiliar na redução do LDL (“mau colesterol”), controlar a pressão sangüínea e prevenir coágulos nas artérias.

2 Respostas para “É BOM SABER

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *