• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Alunos do ensino médio no Espírito Santo são os melhores em Português e Matemática

  • COMPARTILHE
Geral

Alunos do ensino médio no Espírito Santo são os melhores em Português e Matemática

Estudantes capixabas, de escolas públicas e privadas, obtiveram média 283,7 em Português e 291,6 em Matemática na edição 2017 do Saeb

Média dos alunos do ensino médio no Espírito Santo foi a melhor do país | Foto: Divulgação

Os estudantes do ensino médio do Espírito Santo obtiveram o melhor desempenho do país nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática. Os dados são da edição 2017 do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação (MEC).

O resultado, divulgado nesta quinta-feira (30), aponta que a média das notas dos estudantes capixabas do ensino médio foi 283,7 em Português e 291,6 em Matemática. A média inclui notas de todas as escolas, sejam elas públicas ou particulares.

No entanto, 87% dos alunos de ensino médio no Espírito Santo estão na rede estadual, que teve um peso maior nas médias obtidas. Tanto que a rede pública do Estado também apresentou o melhor resultado do país nas mesmas disciplinas.

Com o resultado obtido no Saeb 2017, o Espírito Santo foi um dos estados que mais subiu a média de notas no país. Comparando com o resultado do exame em 2015, o Estado cresceu 6,2 pontos em Português, enquanto a média nacional subiu apenas um ponto. Já em Matemática, o crescimento no Espírito Santo foi de 10,5 pontos e o do Brasil, de 3.

As notas dos estudantes capixabas no Saeb também fizeram subir a nota de aprendizagem do Estado no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que em 2015 era 4,53 e passou para 4,78. Entretanto, essa nota de aprendizagem está abaixo da meta, que é 6. As notas do Saeb também estão abaixo do adequado, segundo o próprio MEC, que seria 300 para Português e 350 para Matemática.

Os dados do MEC também revelam as desigualdades entre estados e faixas socioeconômicas. O desempenho médio das escolas de menor nível socioeconômico do Espirito Santo, por exemplo, é semelhante ao desempenho médio das escolas com melhor nível socioeconômico no Amapá. Internamente, o Distrito Federal apresenta a maior disparidade entre os mais ricos e os mais pobres.

Saeb

O Sistema de Avaliação da Educação Básica é um conjunto de avaliações externas, em larga escala, que permitem ao Inep realizar um diagnóstico da educação básica brasileira e de alguns fatores que possam interferir no desempenho do estudante, fornecendo um indicativo sobre a qualidade do ensino ofertado.

A prova, que existe desde 1995, é aplicada para todos os estudantes do 5º e 9º ano do ensino fundamental e do 3º do médio da rede pública. Na última edição, escolas privadas puderam se voluntariar a participar (até 2017, o MEC selecionava esse grupo por amostragem). Essas notas são usadas para compor o Ideb, que é bianual e inclui dados de aprovação.