Lavrador é baleado por PM durante briga de casal em Muniz Freire

Polícia

Lavrador é baleado por PM durante briga de casal em Muniz Freire

Antes do disparo, a policial chegou a jogar spray de pimenta, mas o homem, que segurava duas facas, continuou fazendo ameaças contra os policiais e a companheira

O caso é investigado pela Delegacia de Muniz Freire, que apura a violação da medida protetiva contra o lavrador Foto: ​Divulgação

Um lavrador de 22 anos foi baleado por uma policial militar após ele ameçar os militares e a companheira com facas. O fato aconteceu na noite do último sábado (25), no distrito de Piaçu, zona rural de Muniz Freire. Ele está internado na Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim.

De acordo com informações da Polícia Civil do município, por volta das 19h30 de sábado (25), os policiais foram acionados pela companheira do lavrador que relatou agressões. Os militares seguiram até o local. A companheira disse que ele estava embriagado e fazendo várias ameaças, chegando a dizer inclusive, se ela acionasse a polícia, a espancaria na frente dos militares.

Após as ameaças, a mulher saiu de casa com o bebê, filho do casal, e foi até a casa de uma vizinha. O lavrador também saiu do local, mas ao perceber a presença dos policiais, ele retornou com duas facas na mão. Os policiais tentaram conter a ação do homem e jogaram spray de pimenta.

Ele não se intimidou e seguiu fazendo ameaças. A policial efetuou um disparo de advertência. Nesse momento, segundo a Polícia Civil, o lavrador colocou as duas facas em cima do muro, mas se recusou a deitar no chão, como ordenava a PM. Olhando para os policiais, ele colocou uma mãos nas costas e sacou um canivete.

Nesse momento, o lavrador seguiu em direção ao policial e a policial atirou contra a barriga do homem, que foi contido depois de ser algemado pelas pernas. Os próprios policiais socorrem o lavrador até o hospital de Muniz Freire. Eles relataram que, durante todo o percurso, o homem chutava a viatura.

O lavrador já teve várias passagens pela polícia por agressões a companheira e por tráfico de drogas. A mulher, inclusive, tem uma medida protetiva que impede que o lavrador se aproxime dela. Além disso, ele já responde por ameaças a outros dois policiais do município.

O caso foi encaminhado para a Delegacia Regional de Ibatiba, e agora é investigado pela Delegacia de Muniz Freire. O delegado Felipe Brandão disse que a policial agiu em legítima defesa. Ela foi ouvida e será indiciada por tentativa de homicídio, e responderá em liberdade. Já o lavrador, o delegado disse que está analisando o caso, e que ele poderá ter a prisão decretada, já que violou a medida protetiva. “Estamos analisando o caso e nossa equipe de investigação está apurando”, completa.

Em nota, a assessoria de comunicação da Polícia Militar disse que a Corregedoria da Polícia Militar está apurando o caso e que o policial vai responder um Inquérito Policial Militar (IPM) para que os fatos sejam apurados.