Lavrador usa um galo vivo para agredir a esposa idosa em Afonso Cláudio

Polícia

Lavrador usa um galo vivo para agredir a esposa idosa em Afonso Cláudio

O motivo da agressão seria porque a mulher não estava com o café pronto na hora que o companheiro chegou em casa. A vítima pediu medida protetiva à polícia

O homem foi levado pela polícia, mas foi liberado após pagar fiança Foto: Divulgação

Uma idosa de 73 anos foi agredida pelo companheiro com um galo vivo no bairro São Vicente, em Afonso Cláudio. 

A aposentada contou à polícia que o companheiro, um lavrador de 58 anos, teria chegado em casa dizendo que queria café. Como ela disse que o café não estava pronto, ele ficou bravo e foi até o galinheiro dizendo que pegaria um frango para matá-la. 

O homem usou o galo para agredir a companheira até o animal morrer. O suspeito tentou fugir, mas a filha da vítima chamou a polícia, e os dois foram levados para a delegacia. 

A vítima pediu medida protetiva à polícia. Ela contou que já havia sido agredida em outra ocasião. Em depoimento, o lavrador disse que não se lembrava do ocorrido e que estava bêbado. O homem pagou fiança de R$ 250 e foi liberado.