PRF apreende mais de duas toneladas de maconha neste ano no ES; número é 20 vezes maior que o registrado no ano passado

Polícia

PRF apreende mais de duas toneladas de maconha neste ano no ES; número é 20 vezes maior que o registrado no ano passado

Ao todo, 2.431 quilos de maconha foram apreendidos nas estradas federais que passam pelo Espírito Santo

Foto: Reprodução TV Vitória

Entre janeiro e julho deste ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu quase 2,5 toneladas de maconha nas rodovias federais que passam pelo Espírito Santo. O número é 20 vezes maior do que o mesmo período de 2019. De acordo com a PRF, o número de veículos com restrição de furto e roubo recuperados também teve aumento.

Ao todo, 2.431 quilos de maconha foram apreendidos. Já o número de cocaína apreendida, no mesmo período, foi menor do que no ano passado. 

Além das drogas, a PRF também aprendeu uma quantidade maior de veículos com restrição de furto de roubo. Foram 171 apreendidos esse ano, contra 123 no ano passado. 

O número de armas fogo irregulares apreendidas também cresceu. Nos sete primeiro meses de 2020 foram 27 armas a mais. É o que explica a agente Ana Carolina Cavalcanti. "A gente teve um aumento considerável em todos os tipos de crime. Veículos roubados, adulterados, pessoas detidas. Além da pandemia, que diminuiu o fluxo de veiculo, estamos trabalhando de forma integrada com outras forças de seguranças". 

Uma das grandes apreensões de maconha aconteceu nesta semana, quando a PRF encontrou quase uma tonelada da droga em um caminhão de sucata. A apreensão ocorreu em Cachoeiro do Itapemirim, no sul do estado. A droga foi localizada por um cão farejador da PRF, o K9 Urbano. O motorista do caminhão foi preso.

A agente destacou a importância da parceria com outras forças de segurança do Espírito Santo e o trabalho realizado pelo Serviço de Inteligência da PRF. "A gente percebeu que o fluxo e veículos diminuiu, mas o tráfico não para. Nós vamos combater o tráfico de drogas, assim como todos os outros crimes que ocorreram no estado". 

*Com informações da repórter da TV Vitória/ Record TV, Milena Martins.