• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Mulher é detida e confessa ter matado o marido com um filtro de barro em Cariacica

  • COMPARTILHE
Polícia

Mulher é detida e confessa ter matado o marido com um filtro de barro em Cariacica

A suspeita inicial era de que ele teria sido morto a pauladas, mas ela confessou o crime após a prisão


Uma mulher foi detida e encaminhada para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na manhã desta quarta-feira (05). Na delegacia, ela confessou que matou o marido, um idoso de 75 anos de idade, durante a madrugada. O crime aconteceu no bairro Porto Novo, em Cariacica.

Ao ser abordada pela polícia, a mulher andava sozinha pela rua, aparentemente embriagada. Ela foi vista por testemunhas deixando o local do crime, onde a vítima, Teófilo Manoel da Silva, estava. Ele foi morto dentro da casa onde moravam.

Quem encontrou o corpo do idoso foi o neto dele, o cozinheiro Cristiano dos Santos. “Ouvi o barulho, que eles estavam brigando. Acordei às 3h30 (da madrugada) e fui ver o que tinha acontecido. Quando cheguei, a porta estava aberta e a luz acessa e eu vi ele caído no chão. O Samu veio e depois chamou a perícia”, contou.

No DHPP, a senhora, que não portava documentos, se apresentou como Zenira Almeida do Rosario, de 57 anos. Ela confessou ter matado o companheiro. A princípio, os peritos acreditavam que o idoso teria sido agredido a pauladas, mas a mulher falou o que aconteceu.

Para a polícia, a suspeita disse que atacou o idoso com um filtro de barro. Ela contou que os dois estavam brigando por conta de bebida. No caminho da delegacia, Zenira, que estava sendo conduzida no banco de trás, tentou fugir, abrindo a porta da viatura. Ao ser impedida, agrediu os policiais civis e defecou dentro do carro da polícia. Ela precisou ser colocada a força no cofre da viatura.

De acordo com os policiais, a sacola que Zenira carregava no ombro continha roupas, que ela teria pegado da residência para fugir. O delegado que está com o caso informou que a senhora será autuada por homicídio e encaminhada ao presídio.

O idoso era morador antigo do bairro e uma pessoa muito querida pelos vizinhos. Segundo eles, o idoso bebia muito, inclusive junto com a companheira, e brigas entre o casal eram constantes. "Todo mundo gostava dele, não fazia mal a ninguém. É muito triste essa situação", disse o neto.

De acordo com a assessoria da Polícia Civil, a ocorrência ainda está em andamento na DHPP.