Após prisão de fornecedores de arma, taxa de homicídios cai em cidade do norte do ES

Polícia

Após prisão de fornecedores de arma, taxa de homicídios cai em cidade do norte do ES

Um dos suspeitos de fornecer armas foi preso na última semana em Rio Bananal, no norte do Espírito Santo. Na residência, nove armas foram apreendidas

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

Um fornecedor de armas, de 52 anos, foi preso em uma fazenda em Rio Bananal, no norte do Espírito Santo. Na casa do suspeito, nove armas foram apreendidas. 

Segundo a polícia, a prisão é importante para reduzir as taxas de homicídios na região, que já apresentou queda desde o início da operação, em maio. Desde o começo da operação Asfixia, 24 armas já foram tiradas de circulação pela polícia. 

Para a delegada de Jaguaré, Gabriella Zache dos Santos, o número de apreensões e as prisões realizadas representam um avanço para a segurança da região, principalmente para o município de Jaguaré, que está há quatro meses sem registrar homicídios.

"A importância da apreensão dessas armas é que nós conseguimos ficar quatro meses sem a ocorrência de qualquer homicídio em Jaguaré", frisou. 

Foto: Divulgação/ Polícia Civil

O suspeito, preso na fazenda na última sexta-feira (01), se apresentava como agricultor. Dentro da residência dele, além de armas, munições e recargas também foram apreendidas. Segundo a delegada, parte das armas estava escondida no teto do imóvel. 

"Foi no inicio da manhã. Ele estava dormindo. A gente encontrou na residência, ele não mostrou resistência, e iniciamos as buscas. Foram encontradas as armas", contou.

Ao todo, nove armas foram apreendidas. Entre delas revólveres, escopeta, carabina, espingarda e rifles. De acordo com o delegado do SIAE, João Calmon, o material era adquirido de forma ilegal e revendido na região de Jaguaré.

"Esse individuo comercializava armas de formas ilícitas, fornecia armas para homicidas e pessoas ligadas a outras ações criminosas", destacou. 

A operação realizada pelos policiais da Delegacia de Jaguaré em conjunto com a Delegacia Especializada de Armas e Munições já vinha investigando o suspeito.

"Nós pensamos aonde os autores de homicídios estavam adquirindo as armas de fogo na região Norte. Em maio, fizemos as primeiras prisões, assim como em agosto", disse a delegada. 

Segundo a polícia, o suspeito confessou o crime e foi autuado por porte ilegal de arma. 

*Com informações da repórter Rafaela Freitas, da TV Vitória/Record TV

LEIA TAMBÉM:

>> Homem atira no meio da rua e mulher morre ao ser atingida em Guarapari

>> VÍDEO | Durante fuga, criminosos batem em viatura da polícia em Cachoeiro de Itapemirim

>> Briga por publicação em rede social termina com homem ferido com golpes de facão em Viana