VÍDEOS| Pais de menina raptada em frente de casa na Serra agradecem ajuda por reencontrarem a filha

Polícia

VÍDEOS| Pais de menina raptada em frente de casa na Serra agradecem ajuda por reencontrarem a filha

Mobilização em redes sociais foi fundamental para moradores identificarem a criança de 3 anos, levada por uma adolescente para Fundão, e alertassem as autoridades

Marcelo Pereira

Redação Folha Vitória
Foto: Divulgação / PCES
Caso está sob investigação da Delegacia Regional de Aracruz

Os pais da menina raptada na Serra agradeceram a mobilização popular e a movimentação nas redes sociais feitas para ajudar a reencontrar a criança. O caso aconteceu no final da tarde de terça-feira (05)

A criança de 3 anos, depois de ser levada por uma adolescente desconhecida, enquanto brincava na porta de casa, foi localizada por moradores de Timbuí, distrito de Fundão, distante cerca de 21 km de sua casa, no bairro de Santo Antônio. 

As pessoas no distrito alertaram à Polícia Civil e conselheiros tutelares, que detiveram a suspeita do rapto. A criança já está em casa e passa bem.

"Só quem é pai e quem é mãe sabe qual é a dor de perder um filho, de receber a notícia de que seu filho sumiu. Sou eternamente grato a todo mundo que ajudou, que intercedeu pela gente, pelas mensagens positivas que nos mandaram", afirmou o pai da criança. 

Em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), os pais não serão identificados pois o caso envolve uma menor de idade. 

O pai contou que recebeu um telefonema na noite de terça-feira avisando que sua filha havia sido levada por uma desconhecida, enquanto brincava em frente à casa da mãe, no bairro Santo Antônio, na Serra. Ele ficou desesperado. 

A partir daí, começou uma corrente de ajuda no meio virtual. "O que nos relataram é que a moça que pegou a minha filha era dependente química. Ela saiu andando com a neném, entraram num ônibus e foram para Timbuí. Com essa pista, a gente começou a mobilizar as pessoas pelas redes sociais, para que todo mundo lá na região ficasse atento", contou. 

Alertada pelo pai e por moradores da Serra por grupos sociais na internet, moradores de Timbuí localizaram a menina. "Eles conseguiram segurar a moça que a tinha levado. Chamaram também o Conselho Tutelar da cidade de Fundão que foi muito rápido e conseguiram resgatar a minha filha. As mensagens positivas que vocês mandaram pra gente, podem ter certeza, que fizeram total diferença", relata, aliviado.

Mãe acredita que rapto aconteceu enquanto dava banho em outra criança

A mãe disse que a criança tinha o costume de brincar na frente de casa com a garotada da rua. "Fiquei transtornada quando soube que ela tinha sido levada para Timbuí. A minha filha foi roubada praticamente de dentro da minha casa porque o portão estava escorado", desabafou a mãe. 

A mulher lembrou que tinha ido dar banho em sua outra filha no segundo pavimento da residência e estranhou que não havia mais nenhum ruído de criança brincando em frente ao portão. "Eu estranhei e foi aí que eu desci até lá. Eram umas 6h20 da tarde. Aí eu desci e vi que a porta estava escorada. Vi o chinelinho e os brinquedinhos dela no chão", explicou.

A mãe começou a pedir ajuda para os vizinhos. Imediatamente, a comunidade se colocou à disposição para ajudar. 

O autônomo Robson José Marques Leal, que é vizinho e conhecido da família, disse que seu filho, que brincava na rua naquela hora, viu a adolescente levar a criança. "A partir daí, juntamos com um pessoal de um grupo de WhatsApp aqui do bairro e começamos a compartilhar os avisos, perguntando se alguém tinha visto a menina", disse, comemorando o reencontro da criança.

Avisos nas redes sociais fizeram a diferença

A adolescente, depois que raptou a criança no bairro Santo Antônio, caminhou com ela por três quilômetros até a BR 101 onde embarcou num ônibus para Timbuí. Um passageiro, que viu as mensagens nas redes sociais da menina desaparecida, reconheceu a criança e ligou para a mãe. 

Além disso, em Timbuí, uma mulher também reconheceu a criança e ligou para a polícia.

A mãe disse que pessoas alertadas pelo rapto, ao abordarem a mulher com a criança em Timbuí, perguntaram qual era o nome dela. "Ela tentou enganar o pessoal, dizendo que aquela menina era sua filha e se chamava Vitória. Mas a minha filha, que estava perto, ouviu e desmentiu", afirmou. "Todo cuidado com crianças ainda é muito pouco", finalizou.

Suspeita de rapto está sob cuidados do Conselho Tutelar de Fundão

A suspeita, uma adolescente de 16 anos, ao ser identificada, tentou fugir da polícia, correndo para uma mata, mas foi apreendida. Ela foi encaminhada para a Delegacia Regional de Aracruz, no Norte do Estado.

A adolescente assinou um boletim de ocorrência circunstanciado por ato infracional análogo ao crime de subtração de incapaz e foi deixada aos cuidados do Conselho Tutelar de Aracruz.