Preso suspeito de chefiar tráfico de drogas de Guarapari levava vida de luxo

Polícia

Preso suspeito de chefiar tráfico de drogas de Guarapari levava vida de luxo

Ele foi detido em casa, no bairro Rio Marinho, em Vila Velha. No imóvel, a polícia encontrou pedras de crack, celulares, cadernos com anotações e mais de R$ 22 mil em espécie

Redação Folha Vitória

Redação Folha Vitória
Foto: Reprodução TV Vitória

Um rapaz de 25 anos, apontado pela polícia como o chefe do tráfico de drogas do bairro Perocão, em Guarapari, foi preso na tarde de quinta-feira (30). 

O suspeito estava em uma casa no bairro, Rio Marinho, em Vila Velha. No imóvel, foram encontrados pedras de crack, celulares, cadernos com anotações e mais de R$ 22 mil em espécie. 

"Ele estava usando o local de esconderijo e também para manusear ali seus produtos que seriam as drogas ou dinheiro. O serviço de inteligência fez o monitoramento e passou a informação para a Força Tática pedindo apoio para que a gente pudesse chegar até o indivíduo. Já havia identificação, mandado de prisão e fomos até o local e fizemos contato com o morador", contou o soldado Goulart.

>> Leia também: PF investiga movimentações ilegais de R$ 1 bilhão por empresas do ES

Segundo a Polícia Militar, uma equipe do serviço reservado vinha monitorando os passos do suspeito, que fugiu de Perocão onde comandava o tráfico de drogas.

Ao receber a confirmação de que o criminoso estaria no local, policiais preparam um cerco para prendê-lo. Ao perceber que estava cercado, o indivíduo tentou fugir se escondendo em um imóvel ao lado, mas em seguida foi preso.

"No momento que chamamos o morador, ouvimos vários barulhos, ele estava fugindo para uma casa vizinha. Na fuga, ele jogou fora uma sacola que posteriormente se tratava de drogas e carregava em sua mão uma sacola que havia uma grande quantidade de dinheiro."

Além do envolvimento com o tráfico, a polícia informou que Nelson era conhecido pela sua influência e ostentação.

"Ele estava vivendo uma vida de luxo. Uma pessoa que tem uma influência muito grande que controla uma região e um determinado grupo de criminosos", contou o policial.

Para o criminoso, havia um mandado de prisão em aberto desde o início do mês de agosto por tráfico de drogas. Com a prisão dele, a polícia acredita que o comércio de entorpecentes na região seja desarticulado.

"Essa prisão vai desestabilizar, pois eles perderam uma referência que controla e coordena e que tem os contatos de pessoas que possuem os entorpecentes para venda naquele local", disse o PM. 

>>> Leia também: Corpo encontrado dentro de carro em ribanceira é de jovem que estava desaparecido há 5 dias