Jovens ostentam drogas e dinheiro nas redes sociais e acabam apreendidos em Vitória

Polícia

Jovens ostentam drogas e dinheiro nas redes sociais e acabam apreendidos em Vitória

Os policiais informaram que no celular de um dos suspeitos foram encontradas fotos do menor usando drogas e ostentando dinheiro. Os dois foram encaminhados ao DPJ de Vitória

A droga e os suspeitos foram levado para o DPJ de Vitória Foto: TV Vitória

Dois jovens foram flagrados pela polícia, na última quarta-feira (25), com drogas e dinheiro na escadaria do Morro de São Benedito, em Vitória

Os policiais informaram que no celular de um dos suspeitos foram encontradas fotos do menor usando drogas e ostentando dinheiro. 

Segundo o soldado da Polícia Militar, Carlos Vitor, nas fotos, o adolescente de 17 anos ostentava cigarros de maconha e até buchas da mesma droga. Junto com o menor estava Bruno Gregório Castão, de 20 anos. “A partir do momento que nós chegamos perto do local do tráfico, o maior junto com o menor contavam o dinheiro junto com a droga, a sacola estava na mão deles. Quando viram a guarnição tentaram fugir, mas não teve jeito, já estávamos muito perto e rapidamente fizemos a apreensão.”

Na sacola os policiais encontraram buchas de maconha, pedras de crack, pinos de cocaína e haxixe. Além de mais de R$ 200. Segundo a polícia, o Morro de São Benedito vive em constante guerra pelo domínio do tráfico de drogas com as quadrilhas do Bairro da Penha. 

Ainda de acordo com o soldado Carlos, um dos acusados é integrante da gangue do São Benedito e foi denunciado, no último dia 20, por estar expulsando moradores da região do ponto final do Bairro da Penha. “Nós já tivemos essa informação e, por incrível que pareça, durante a abordagem ele estava lá com droga e dinheiro, o que confirma que ele realmente é do movimento. Eles também deixaram celular com fotos deles em redes sociais com sacola na mão, com dinheiro, ostentando armas e afrontando a polícia, tirando foto perto das guarnições na rua, fazendo sinais que é de código deles", explica o soldado.

Apesar deste histórico, o jovem de 20 anos ainda não tinha passagens pela Justiça. Já o adolescente tem mais de cinco registros por tráfico e porte ilegal de arma. Todo o material e os dois suspeitos foram encaminhados ao Departamento de Policia Judiciária (DPJ) da capital.