• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Cinco pessoas são presas em flagrante durante operação na Serra

Polícia

Cinco pessoas são presas em flagrante durante operação na Serra

Uma submetralhadora artesanal, produzida em Jardim Carapina, foi encontrada. No local, havia partes de armas em processo de fabricação e material para a criação de outras

Com Jobert, a polícia encontrou três submetralhadoras prontas, uma semi-montada e vários carregadores alongado Foto: TV Vitória

Uma megaoperação movimentou quase 200 policiais para desarticular quadrilhas e cumprir mandados de prisão na Serra, na manhã desta quinta-feira (22). Durante a operação, foi encontrada uma submetralhadora artesanal, produzida em Jardim Carapina. No local, havia partes de armas em processo de fabricação e material para a criação de outras.

De acordo com a polícia, quem elaborou a arma foi Jobert Santana de Oliveira, de 29 anos. "Este elemento que foi detido é o grande armeiro desta organização criminosa. Ele fabrica o armamento que é utilizado por essa organização. Ele não só fabrica, mas ele também comercializa o armamento utilizado por essas organizações criminosas que atuam na região", explicou o coronel Wellington.

Com Jobert, a polícia encontrou três submetralhadoras prontas, uma semi-montada e vários carregadores alongados. A perfeição da produção surpreendeu a polícia. "De fato, o armamento surpreendeu os policiais. A qualidade do produto, do equipamento que está sendo fabricado. Este armamento, apesar de ser de fabricação caseira, tem uma grande eficiência", disse o coronel.

O suspeito foi um dos presos na operação chamada "Turfa", que teve início na manhã desta quinta-feira. A ação é o resultado de uma investigação da Delegacia Regional da Serra, que durou seis meses.

A intenção era desarticular três gangues Foto: TV Vitória

"Elas apontaram grandes traficantes em um bairro muito violento, já apontado pela inteligência que precisaria ter uma operação de inteligência. Jardim Carapina é um bairro de muita violência e a operação voltou-se toda ela para o bairro", afirmou o delegado Ludogerio Ralff.

A operação contou com a participação de policiais da Delegacia Regional da Serra, do Grupo de Operações Táticas (GOT), militares do Grupo de Apoio Operacional (GAO), Rotam e Batalhão de Missões Especiais (BME). Ao todo, quase 200 policiais, entre civis e militares, participaram da ação.

A intenção era desarticular três gangues que atuam no bairro Jardim Carapina, a do Contorno, Ponto Final e do Campo. Além de cumprir mandados de prisão por tráfico de drogas.

Até o final da manhã, 10 mandados de prisão haviam sido cumpridos. Cinco pessoas foram presas em flagrante por tráfico de drogas e todas foram levadas para a delegacia. 

Com isso, a polícia consegue inibir outros crimes. "Receptação, porte ilegal de arma de fogo, nós estaremos fazendo a prevenção de homicídios, protegemos a vida daqueles elementos que estão sendo presos porque eles estão em guerra e, fatalmente, iam cometer um homicídio ou iam ser vítima desse crime", apontou o delegado.

Para a polícia, a operação resultou em prisões e apreensões que beneficiam muito a população. "Tirando esses grupos do local, fatalmente nós teremos a redução dos crimes de homicídio. Não só da região de Jardim Carapina, mas como todo município de Serra", concluiu o coronel.