Sem policiamento, número de homicídios já passa de 100 no Estado

Polícia

Sem policiamento, número de homicídios já passa de 100 no Estado

O sindicato informou que, por conta dos problemas que os policiais civis vêm relatando, eles agendaram uma reunião, às 13 horas, para traçarem os rumos da categoria

Os números exatos pararam de ser atualizados Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Já são mais de 100 assassinatos contabilizados em todo o Espírito Santo em seis dias de paralisação dos policiais militares, de acordo com o Sindicato dos Servidores Policiais Civis do Estado do Espírito Santo (Sindipol/ES). Segundo o presidente do sindicato, Jorge Emílio Leal, os números exatos pararam de ser atualizados. 

Com o aumento do número de mortes no Estado, o Departamento Médico Legal (DML) continua sobrecarregado. “A situação está caótica. Cada dia está pior. O local está sem espaço, sem funcionários e sem geladeira para os corpos. Está um local insalubre”, afirmou o presidente. 

Por conta dos problemas que os policiais civis vêm relatando, eles agendaram uma reunião, às 13 horas, para traçarem os rumos da categoria.