• Velocidade do vento

  • Previsão de chuva

  • Nascer do sol

  • Por do sol

Umidade relativa do ar: Índice de raios UV:

Novos secretários de Justiça e Controle e Transparência tomam posse

Política

Novos secretários de Justiça e Controle e Transparência tomam posse

Eugênio Ricas, antes secretário estadual da Justiça, agora assume a pasta de Controle e Transparência. Em seu lugar assume o delegado Walace Tarcísio

A solenidade aconteceu na tarde desta quinta-feira. Foto: Divulgação/Governo

Os delegados federais Eugênio Ricas e Walace Tarcísio tomaram posse na tarde desta quinta-feira (31) como os novos secretários de Estado de controle e Transparência e de Estado da Justiça, respectivamente.

A pasta de controle e Transparência, antes ocupada pelo promotor Marcelo Zenkner, teve de passar para outro comando após o Superior tribunal Federal (STF) decidir que a atuação de um membro do Ministério Público no Poder Executivo é inconstitucional.

Além da posse dos novos secretários, Marcelo Zenkner fez um breve balanço das realizações da secretaria de sua competência em 2015.

Entre os feitos da pasta estão o primeiro lugar ocupado pelo Estado no ranking de acesso à informação da Controladoria-Geral da União (CGU); a criação de uma estrutura administrativa específica para tratar dos Processos Administrativos de Responsabilização da Lei Anticorrupção Empresarial; apoio à campanha 10 Medidas Contra a Corrupção do Ministério Público Federal (MPF); reestruturação administrativa da Corregedoria-Geral do Estado e o lançamento do aplicativo Fiscal Cidadão, pelo qual é possível à sociedade fazer denúncias e reclamações.

Empresa flagrada tentando subornar secretário de Justiça será multada nesta sexta (1º)

A empresa Ausec, flagrada em outubro de 2015 oferecendo propina ao então secretário estadual de Justiça, Eugênio Ricas, será punida nesta sexta-feira (1º). Após o caso ser submetido a processos civis e administrativos, a companhia de Mato Grosso será multada, conforme prevê a Lei Anticorrupção. Será a segunda vez que uma empresa é punida por essa legislação no Estado. 

Na ocasião, o flagra foi realizado pelo sistema de videomonitoramento do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), onde ocorreu a reunião, e o representante da empresa teve voz de prisão decretada por Eugênio.